SkyscraperCity Forum banner

(SP) | WTC - World Trade Center | São José dos Campos-SP

23233 Views 64 Replies 28 Participants Last post by  André de Lima
WTC - World Trade Center | São José dos Campos

A Prefeitura do Município de São José dos Campos divulgou em 06/11/2014 a possibilidade de implantação no município de projeto com a marca World Trade Center, compreendendo centro de convenções, shopping center, hotel, torre de escritórios e um setor de habitação.

A proposta do empreendimento foi apresentada em São Paulo a uma comitiva de vereadores e representantes da Prefeitura, entre eles o Prefeito Carlos José de Almeida, o vice-prefeito e o secretário de Governo.

O local visado para a construção é um terreno de ≈580 mil metros quadrados (*), um grande vazio urbano na Avenida Cassiano Ricardo (Zona Oeste), área 30% mais ampla que o Estado da Cidade do Vaticano (o menor país do mundo com área de ≈440 mil metros quadrados).

Nas semanas que sucederam ao anúncio, a Prefeitura do Município, a Câmara Municipal e demais setores da sociedade vêm realizando debates para promover ou rejeitar a alteração da atual Lei de Zoneamento que possibilitaria (ou frustraria) a instalação do projeto do WTC em terreno que atualmente está classificado para construção de edificações de dois pavimentos e comércio de baixo impacto.

O objetivo preliminar deste thread é divulgar as notícias publicadas nos últimos 30 dias pelos dois principais veículos de mídia da região, assim como publicar imagens do terreno e arredores que, na hipótese de alteração da Lei de Zoneamento, irá possibilitar a efetiva discussão de um projeto de ampla relevância ao Município de São José dos Campos.

(*) área correspondente a ≈58 hectares ou ≈143,32 acres.


Publicação da Prefeitura do Município de São José dos Campos em 06/11/2014 (divulgação primária):

Título: SJC pode ter megacentro de convenções e negócios do WTC
http://www.sjc.sp.gov.br/noticias/noticia.aspx?noticia_id=18805



Notícias da Câmara Municipal de São José dos Campos em 14 e 21/11/2014:

Título: Vereadores e representantes do World Trade Center se reúnem em São José



Título: Executivo propõe mudança na Lei de Zoneamento em área da zona oeste


________________________________________

Publicações do Jornal O Vale entre 06/11/2014 a 07/12/2014:


Título: WTC projeta complexo de R$ 1 bilhão (06/11/2014)
http://www.ovale.com.br/wtc-projeta-complexo-de-r-1-bilh-o-1.570105


Título: Para atrair WTC, Carlinhos quer mudar Lei de Zoneamento (07/11/2014)
http://www.ovale.com.br/para-atrair-wtc-carlinhos-quer-mudar-lei-de-zoneamento-1.570320


Título: Carlinhos acelera burocracia para viabilizar obra do WTC (08/11/2014)
http://www.ovale.com.br/carlinhos-acelera-burocracia-para-viabilizar-obra-do-wtc-1.570553


Título: Ozires busca apoio da Câmara ao WTC (12/11/2014)
http://www.ovale.com.br/ozires-busca-apoio-da-camara-ao-wtc-1.571459


Título: Grupo de moradores planeja acompanhar audiências sobre projeto do WTC em São José (13/11/2014)
http://www.ovale.com.br/grupo-de-mo...ias-sobre-projeto-do-wtc-em-s-o-jose-1.571678


Título: Câmara cobra garantias para votar mudança no zoneamento (14/11/2014)
http://www.ovale.com.br/camara-cobra-garantias-para-votar-mudanca-no-zoneamento-1.572182


Título: Câmara quer limitar mudança no zoneamento do Aquarius (18/11/2014)
http://www.ovale.com.br/regiao/camara-quer-limitar-mudanca-no-zoneamento-do-aquarius-1.572869


Título: MP investiga irregularidades em audiências do zoneamento (28/11/2014)
http://www.ovale.com.br/mp-investiga-irregularidades-em-audiencias-do-zoneamento-1.574900


Título: Projeto do WTC vai ter atraso (07/12/2014)
http://www.ovale.com.br/projeto-do-wtc-vai-ter-atraso-1.576688


________________________________________

Publicações no Portal G1 – Vale do Paraíba e Região entre 11/11/2014 a 28/11/2014:


Título: WTC prevê investir R$ 1 bilhão na construção de complexo em S. José (11/11/2014)
http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...lhao-na-construcao-de-complexo-em-s-jose.html


Título: Construção de complexo empresarial provoca discussão em São José, SP (13/11/2014)
http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...esarial-provoca-discussao-em-sao-jose-sp.html


Título: São José faz série de audiências públicas para discutir projeto do WTC (23/11/2014)
http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...as-publicas-para-discutir-projeto-do-wtc.html


Título: Planejamento urbano é tema de fórum em São José dos Campos (24/11/2014)
http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...o-e-tema-de-forum-em-sao-jose-dos-campos.html


Título: Autoridades e lideranças discutem ações para o futuro de São José (26/11/2014)
http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...discutem-acoes-para-o-futuro-de-sao-jose.html


Título: Audiências da lei de zoneamento são alvo de investigação do MP em S.José (28/11/2014)
http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...-sao-alvo-de-investigacao-do-mp-em-sjose.html


________________________________________

O terreno objeto de discussão é visto de diferentes ângulos e perspectivas nas imagens abaixo:



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo



Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo
  • Like
Reactions: Eduarqui
1 - 17 of 18 Posts
Avenida São João e Avenida Cassiano Ricardo (traçado contínuo) na década de 1960.
O terreno que se discute a implantação do projeto do WTC é visto à direita (pastagem).





Fonte: Facebook - Página "São José dos Campos Antigamente"


^^^^​

Os dois prédios em destaque pertencem à Ordem dos Servos de Maria (atual Faculdade Católica).
O prédio à esquerda (em formato de "L" invertido) abrigou a antiga Faculdade de Engenharia e Arquitetura.




Avenida São João e Avenida Cassiano Ricardo (traçado contínuo) em 2014.


Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"
Se o Brasil fosse um país decente aproveitariam para transformar essa área em um belo parque.
^^ Verdade, uma especie de mini ibirapuera, mas não precisa ser tudo, acho que a metade dele já seria suficiente. Mas obviamente, nem irão usar o terreno inteiro, ele é MUITO grande. Pra cobrir tudo teria que ser um complexo de uns 80 edificios (comparando com as imagens do google earth levando em conta os espaços que os predios do bairro vizinho ocupam).
SJC é uma cidade extremamente verde, há MUITOS outros espaços para parques. Eu acho que devem aproveitar mesmo a possibilidade de construir um grande centro para dinamizar mais ainda a economia da cidade, de preferência com um edifício símbolo.
Isso Gutovsky, quem conhece SJC sabe que tem essa área verde imensa (O Banhado) no meio da cidade, além de praças e parques em todos bairros da cidade.

Um Iguatemi São José dos Campos seria uma boa nesse complexo. A cidade é rica e falta um shopping de luxo.

Sinto falta de investimentos de grande porte em São José…..que bom que vai receber um empreendimento assim. Espero que dê certo.

Há uma parcela da população que defende que essa área deveria ser transformada em um grande parque. É incontestável que essa destinação ao terreno, além de humanizar o entorno, traria inúmeros benefícios aos residentes do município, a turistas e visitantes. No entanto, os cidadãos que defendem essa ideia parecem não considerar que se trata de uma propriedade privada e não pública. Não é simples assim!

Não basta que o Poder Executivo Municipal promulgue um Decreto para declarar o terreno de utilidade pública, visando sua desapropriação para fins de instalação do parque na região. Conforme pretendo demonstrar com mais detalhes em momento oportuno, essa seria uma ação não prioritária e de custo altíssimo para o erário público, sem contar que o ato do Executivo seria levado para discussão no Judiciário (isso já ocorre com a desapropriação de 1,2% da área do terreno para construção de uma rotatória de acesso à via pública, em discussão judicial desde 2008 na 2ª Vara da Fazenda Pública de São José dos Campos).

Bem oportuna à menção sobre o «Banhado» (várzea do Rio Paraíba do Sul), patrimônio natural da cidade e considerado seu cartão-postal. Trata-se de uma extensa APA (Área de Proteção Ambiental) de 4,32 milhões de metros quadrados em frente ao centro da cidade, ou seja, 7,35 (sete vírgula trinta e cinco) vezes maior que o terreno que se discute a implantação do WTC, ou ainda, quase 10 vezes maior que o Estado da Cidade do Vaticano.

A legislação do Município transformou essa área do «Banhado» em uma UCPI (Unidade de Conservação de Proteção Integral). Com esse novo título as regras de conservação ambiental da concha tornam-se ainda mais rigorosas. Discute-se a criação de um Parque Natural, mas antes a Prefeitura deverá providenciar a remoção de 284 famílias que ainda ocupam a área de forma irregular.


Imagens do Banhado (sem qualquer relação com o terreno destinado ao WTC):


Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"



Fonte: Facebook - Página "Sérgio Fujiki"

Segundo publicação da revista Valeparaibano (Maio 2012 – Ano 3 – Número 26) em artigo intitulado “Pasto Milionário” (Seção “Política” - Página 16), “[...] há anos, diversos construtores da região tentam comprar a área, mas desistem da empreitada diante da dificuldade de negociar diretamente com o proprietário”.

O artigo acrescenta mais adiante a seguinte afirmação: “[...] a última tentativa de compra foi realizada há quatro meses pelo ex-Senador do PSDB, Tasso Jereissati, dono da rede de shoppings Iguatemi”.

Portanto, há quase três anos (janeiro de 2012) houve tentativa de negociação do terreno de 588.919 m2 pelo Grupo Jereissati, composto pela empresa holding Jereissati Participações S.A. (nova denominação da La Fonte Participações S.A.), com sede em São Paulo – SP., controladora da Iguatemi Empresa de Shopping Centers S.A. ("IGUATEMI") com sede em São Paulo – SP. O Grupo Jereissati/Iguatemi é controlado pelo Senador Tasso Jereissati e família, com base no Ceará.






Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo
Isso Gutovsky, quem conhece SJC sabe que tem essa área verde imensa (O Banhado) no meio da cidade, além de praças e parques em todos bairros da cidade.

Um Iguatemi São José dos Campos seria uma boa nesse complexo. A cidade é rica e falta um shopping de luxo.

Sinto falta de investimentos de grande porte em São José…..que bom que vai receber um empreendimento assim. Espero que dê certo.
Publicação do Jornal O Vale:


Título: Valor de terreno pode triplicar (09/12/2014)
http://www.ovale.com.br/valor-de-terreno-pode-triplicar-1.577004


Trata-se de matéria jornalística trazendo opinião de corretores de imóveis. Parece-me exagero (e assim espero), pois o valor de mercado do terreno já é muito elevado (aproximadamente R$ 235 milhões). Se a alteração na Lei de Zoneamento elevar o valor de mercado para o índice informado na matéria, a área passaria para valor superior a R$ 700 milhões.
Quem é o proprietário da gleba de 588.919 metros quadrados?


A notícia do Jornal O Vale de 09/12/2014, divulgada acima no “post # 13” (10/12/2014), traz uma informação vaga que requer aprofundamento: «Atualmente, o terreno às margens da Cassiano Ricardo está registrado em nome de investidores do Paraná».

Com fundamento no artigo intitulado “Pasto Milionário” (Seção “Política” - Páginas 12 a 16) da revista Valeparaibano (Maio 2012 – Ano 3 – Número 26), portanto publicado há 30 meses, transcrevo a sequência dos proprietários e titulares de direito real sobre a gleba em questão:

«A área de 588.919 metros quadrados pertencia a uma empresa chamada São José S.A. Administração e Negócios, com sede em São Bernardo do Campo. Em 1983 foi comprada pela Avibrás Indústria Aeroespacial, com instalações em São José dos Campos e Jacareí. No ano seguinte foi hipotecada ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para garantias de dívidas, saldadas em 1987. Quase 10 anos depois, em fevereiro de 1996, a gleba foi alvo de uma penhora, que durou apenas três meses, requerida pelo Banco da Amazônia.

Em 14 de agosto do mesmo ano o terreno foi comprado pela Al Trabulsi do Brasil por R$ 15 milhões. A transação ocorreu apenas dois dias após a abertura da companhia em solo brasileiro e foi registrada no cartório de Mococa – município a 315 Km de distância de São José dos Campos. À época de sua constituição, o capital da empresa era de R$ 1.000, hoje, segundo declarado na Jucesp, chega a R$ 43,8 milhões. A empresa não mantém qualquer tipo de débito com a administração municipal, o IPTU (Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) de 2012, no valor de R$ 1,9 milhão, já foi quitado.

A criação de uma offshore não é uma prática ilegal e não tão pouco incomum. O sigilo sobre os proprietários é absoluto [...]


[...]

Hoje, a infraestrutura que existe no local atende apenas a necessidades de bois e vacas que pastam na grama mais cara de São José dos Campos e de uma família reservada de quatro pessoas que mora em uma pequena casa dentro do terreno.»




Fonte: Facebook - Página "Carlos Navas Castillo"
Publicação do Jornal O Vale em 14/12/2014:


Título: Câmara vota revisão do zoneamento esta semana
http://www.ovale.com.br/camara-vota-revis-o-do-zoneamento-esta-semana-1.577833


«Uma sessão extraordinária deve ser convocada pela Câmara de São José para votar na próxima sexta-feira (19/12/2014) o projeto que pretende alterar pontualmente a Lei de Zoneamento da cidade.
O objetivo da administração é modificar a classificação de zona urbana controlada, que permite apenas dois pavimentos (8,70 metros) e comércio de baixo impacto para zona de qualificação, menos restritiva, na zona oeste, de olho na vinda de uma filial do WTC (World Trade Center).
O grupo pretende construir um complexo de prédios comerciais e residenciais no megaterreno da Avenida Cassiano Ricardo, no Jardim Aquarius.
A expectativa é que sejam investidos R$ 1 bilhão para levantar um shopping, centro de convenções, entre outros. O empreendimento promete gerar 7.000 empregos diretos e indiretos.
O problema é que o prefeito Carlinhos Almeida (PT) tem pela frente uma base rachada. “Vão tentar montar o projeto do jeito que querem que seja aprovado. Mas, do jeito que está difícil para o governo não sei se passa, pois a resistência é grande”, disse um vereador sob anonimato [...]»



Prédios do Aquárius com a área do possível empreendimento do WTC ao fundo. Foto: Claudio Vieira (Jornal O Vale – Edição de 14/12/2014)
  • Like
Reactions: Vitor Gomes
2014 se encerrando ...

Que 2015 seja um ano repleto de boas ideias, projetos e realizações onde os seres conscientes respeitem o meio ambiente e os direitos dos seres sencientes.





Fonte: http://www.meon.com.br/noticias/reg...ar-marca-terceira-audiencia-por-wtc-em-s-jose
Publicação do Jornal O Vale:

Título: Emparedado, Carlinhos tenta negociar trégua com a Câmara (15/02/2015)
http://www.ovale.com.br/emparedado-carlinhos-tenta-negociar-tregua-com-a-camara-1.579710


A notícia nos dá conta que há uma crise entre o Executivo e Legislativo de São José dos Campos. Destaco o trecho que contém uma informação totalmente contraditória ao que já foi anteriormente noticiado (que o Executivo havia encaminhado o projeto de alteração da Lei de Zoneamento ao Legislativo):


«O cenário adverso fez com que o prefeito desistisse de enviar à Câmara em dezembro o projeto de revisão do zoneamento do Jardim Aquarius, que facilitaria a construção de um complexo da rede World Trade Center – até então, tratado como prioridade do Paço.»




Photo hosted on Flickr by Carlos Navas Castillo
Leia o post # 14 na primeira página deste thread.
A título de curiosidade, o que é esse espaço verde na frente dos prédios???
é uma propriedade privada??? achei legal hahaha
  • Like
Reactions: MateusPPMS
Publicação do Jornal O Vale:

Título: Governo apresenta projeto do novo zoneamento à Câmara (05/03/2015)
http://www.ovale.com.br/governo-apresenta-projeto-do-novo-zoneamento-a-camara-1.580301

«Um ponto polêmico que deverá fazer parte do projeto da nova Lei de Zoneamento está relacionado à implantação de uma filial do WTC (World Trade Center) na cidade, com investimento previsto de mais de R$ 1 bilhão no prazo de cinco anos.
À Câmara, o prefeito Carlinhos Almeida deverá mandar um projeto mudando o zoneamento no Jardim Aquarius, na zona oeste, para garantir a chegada do WTC.»




Vista do Jardim Aquarius, um dos bairros com maior adensamento na cidade. Foto: Pedro Ivo Prates
Publicação do Jornal O Vale:

Título: ‘Se São José não quiser o WTC, outras querem’, afirma Ozires (20/03/2015)
http://www.ovale.com.br/se-s-o-jose-n-o-quiser-o-wtc-outras-querem-afirma-ozires-1.580743

«Ozires afirmou que o complexo do WTC, se aprovado, demorará três anos para ser construído, tempo considerado por ele suficiente para resolver eventuais gargalos na infraestrutura, como a questão da mobilidade na zona oeste.
Ele pediu para a cidade ser proativa e não perder a chance de receber um empreendimento internacional, conectado a uma rede de 1 milhão de empresas em 330 capitais.
“Em vez de ficar com a atitude do não, é preciso ter a atitude do sim, e depois de como fazer”, afirmou, citando a Embraer como exemplo.
“No começo da Embraer, tivemos muita oposição de fazer a empresa aqui em São José. Mas vencemos. Hoje tem alguém reclamando da Embraer na cidade, dos empregos que gera e da ajuda no orçamento?”, indagou.»
Câmara Municipal de São José dos Campos recebe esboço do projeto.


Projeto do WTC prevê construção de até 35 torres. As três torres principais do WTC, de porte maior, seguem sem definição de altura.
O terreno de 588 mil metros quadrados contaria com hotel, centro de convenções, centro de negócios e shopping center.
O projeto contempla 200 mil metros quadrados de área verde, seis lagos, quatro ruas largas, rotatórias e ciclovias.






Empreendimento ainda depende de mudança no zoneamento; grupo busca apoio de vereadores.

João Paulo Sardinha
São José dos Campos – 28/03/2015

O complexo que o grupo WTC (World Trade Center) planeja construir no Jardim Aquarius, em São José dos Campos, pode abrigar até 35 prédios.
Um esboço do projeto já foi apresentado à Câmara.
A meta do WTC é erguer o megaempreendimento em um terreno de 588 mil metros quadrados na avenida Cassiano Ricardo - o investimento projetado é de R$ 1 bilhão em um prazo de cinco anos.
O local contaria com hotel, centro de convenções, centro de negócios, shopping center. O projeto contempla 200 mil metros quadrados de área verde, seis lagos, quatro ruas largas, rotatórias e ciclovias.
A construção do empreendimento, porém, depende de uma mudança na Lei de Zoneamento. A atual classificação da área permite apenas edificações com até dois pavimentos e atividades comerciais de baixo impacto.

Aproximação. O presidente do grupo WTC, Gilberto Bomeny, esteve na Câmara de São José nesta semana para apresentar um esboço do projeto, que só deve ser concluído após a votação do novo zoneamento, ainda sem prazo.
A ideia dos executivos, segundo o vereador Walter Hayashi (PSB), uns dos participantes do encontro, é abrigar prédios de menor porte no entorno dos lagos.
Os três edifícios principais do WTC, de porte maior, seguem sem definição de altura.
“O WTC não pretende usar nem 100 mil metros quadrados com suas torres. O restante teria construções feitas por empresários parceiros. Mas quem vai regular o complexo será o WTC”, afirmou Hayashi.
O grupo tenta sensibilizar os vereadores sobre os benefícios do empreendimento, especialmente os do ‘Centrão’, mais resistentes ao projeto.
O encontro da última terça-feira, que contou com a participação do presidente da Casa, Shakespeare Carvalho (PRB), e de Hayashi, relator da Comissão de Planejamento Urbano, teve por objetivo garantir o apoio desse bloco, que hoje reúne sete vereadores. Shakespeare e Hayashi são os porta-vozes do grupo.
Depois da reunião, o presidente da Comissão de Planejamento disse ser favorável à instalação. “Tínhamos a preocupação de que a área se transformasse em um novo Jardim Aquarius, que é um bairro saturado. Depois da reunião, fiquei muito tranquilo. O layout desse esboço de projeto é muito bom, bem distribuído. Achei positivo, mas quem vai aprovar ou não é o povo”, disse.
O vice-presidente do grupo, Leonardo Figueiró, confirmou o encontro na Câmara.

Contra. O vereador Fernando Petiti (PSDB) diz que não foi procurado por representantes do grupo WTC, mas se posicionou contra a instalação.
“Não sei a posição da bancada do PSDB, mas sou contra. Não sei se vale pelo impacto viário. Há outras áreas para se gerar emprego”, disse.


Saiba mais

O projeto
A filial brasileira do grupo World Trade Center promete investir cerca de R$ 1 bilhão na construção de um complexo empresarial em uma área de 588 mil metros quadrados no bairro Jardim Aquarius, em São José dos Campos

Perfil
O empreendimento contaria com centro de convenções, torres comerciais, shopping center e hotel e seria inaugurado em um prazo de cinco anos. O complexo teria até 35 prédios de porte menor, que ficariam instalados ao redor de seis lagos. Haveria quatro ruas, rotatórias, ciclovias e 200 mil metros quadrados de área verde

Negociações
O complexo, porém, depende de uma mudança na Lei de Zoneamento, já que a atual classificação da área permite apenas edificações com até dois pavimentos e atividades comerciais de baixo impacto

Apoio
O projeto foi encampado pelo prefeito Carlinhos Almeida (PT), mas enfrenta resistências entre moradores do Aquarius, que já sofrem com os problemas causados pelo adensamento excessivo do bairro, e de vereadores, que cobram garantias sobre a instalação do empreendimento. Uma reunião na Câmara, na última terça-feira, foi realizada com o objetivo de minar a resistência de alguns parlamentares, principalmente do ‘Centrão’

Zoneamento

Nova lei contempla empreendimento
O projeto da nova Lei de Zoneamento de São José, que está em fase de finalização na prefeitura, contemplará a implantação da filial do WTC na cidade. O texto ainda passa por ajustes e não ten prazo para ser enviado à Câmara. O governo promete abrir consulta pública na internet por ao menos 20 dias para expor o projeto à população e pedir sugestões.
Instalação do WTC no Jardim Aquárius divide opiniões em audiência pública

Unanimidade em relação à necessidade de um maior rigor da nova Lei de Zoneamento no que dispõe sobre qualidade de vida, projetos de mobilidade urbana e cuidados ambientais

A audiência pública realizada no Fórum Trabalhista do Jardim Aquarius sobre a nova lei de zoneamento foi movimentada e contou com a participação de aproximadamente 130 munícipes. Alguns dos temas mais polêmicos do uso e ocupação do solo no município foram debatidos em clima de ordem, mas com manifestações firmes e enérgicas por parte dos presentes.

O encontro foi promovido pela Câmara Municipal e contou com a participação do presidente da Casa, Shakespeare Carvalho (PRB), além dos vereadores Cyborg (PV), Dr. Roniel (PP), Fernando Petiti da Farmácia Comunitária (PSDB), Prof. Calasans Camargo (PRP), Roberto do Eleven (PP), Walter Hayashi (PSB) e Willis Goulart (PP). Um dos assuntos mais comentados e debatidos foi a eventual instalação de uma unidade do WTC (World Trade Center) na imensa área do Jardim Aquarius entre a Avenida Cassiano Ricardo e a Via Oeste. A maioria das manifestações foi de apoio ao conjunto de escritórios, centro de convenções, hotel e outros investimentos, embora haja descrentes quanto à capacidade de geração de empregos do WTC no nível anunciado pelos seus defensores. Uma posição unânime foi a necessidade de maior rigor da lei para a área onde o WTC poderá ser implantado, com garantias de preservação da qualidade de vida, projetos de mobilidade urbana e cuidados ambientais.

Fonte: Comunicação Velle (Aquárius Life) em 24/11/15.



Publicação do Jornal O Vale:

Título: Incansável aos 85 anos, Ozires Silva ainda sonha em ver uma filial do WTC em São José (10/01/2016)


http://www.ovale.com.br/2.620/incan...em-ver-uma-filial-do-wtc-em-s-o-jose-1.654518


« O líder do grupo que fundou a Embraer tem centrado esforços na luta para motivar a população a construir uma nova cidade. A idealização do Grupo São José 2030, iniciativa em conjunto com empresários, tem animado Ozires.

"Não fico fazendo diagnóstico e crítica. Estamos vendo o que é possível fazer para motivar a população de São José a construir uma cidade nova. Queremos atrair investimentos e pessoas que queiram morar aqui", afirmou.»




Photo hosted on Facebook by Carlos Navas Castillo
  • Like
Reactions: Iturama
Câmara de São José dos Campos arquivo o projeto da Lei de Zoneamento.

http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...a-nova-lei-de-zoneamento-em-sao-jose/5379137/
^^ Eu não diria que seja o fim, mas tenho dúvidas se o interesse dos investidores estrangeiros será retomado dentro dos próximos dois ou três anos. Talvez seja tarde, talvez não.

Explico: a implantação do projeto no terreno dependia da nova Lei de Zoneamento, de autoria do Poder Executivo (administração petista). O projeto sofreu muita contestação pelas imperfeições. O atual prefeito não conseguiu se reeleger (levou um banho nas urnas e nem conseguiu levar a decisão para o segundo turno). O prefeito eleito, Felício Ramuth (PSDB) tem uma posição mais alinhada com a dos urbanistas e a do Poder Judiciário, ou seja, é necessário primeiramente alterar o Plano Diretor do Município para então propor a alteração da Lei de Zoneamento. Se forem bem sucedidos, é possível que o terreno de interesse do WTC possa ter permissão legal para receber o projeto. Atualmente nesse local é permitida construções de no máximo dois pavimentos, mas o valor da área é tão vultoso que é impensável um loteamento para essa finalidade. Assim, de se esperar que os proprietários, atualmente um grupo de investidores do Paraná, aguardem o tempo para que tudo se defina.
1 - 17 of 18 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top