SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 4 of 4 Posts

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Grupo cearense J.Macêdo (da marca Dona Benta) vai implantar uma indústria de massas e biscoitos no complexo portuário. Obra começa em setembro

Adriana Guarda

[email protected]

O grupo cearense J.Macêdo – fabricante de marcas como Dona Benta, Sol, Brandini e Petybon – vai investir R$ 98 milhões para implantar uma fábrica de massas e biscoitos no Complexo Industrial e Portuário de Suape. A expectativa é iniciar a construção em setembro deste ano e inaugurar a unidade em março de 2010. A empresa vai reforçar o pólo de farinha de trigo, massas, biscoitos e gorduras vegetais em formação no Estado, juntando-se à Bunge e à também cearense M.Dias Branco. Depois de comprar a Vitarella, a M.Dias vai investir R$ 137 milhões na construção de uma fábrica de margarinas e óleos vegetais, em Suape.

Pelo projeto encaminhado ao governo de Pernambuco para a concessão de incentivos fiscais, a cearense J.Macêdo vai processar cerca de 15 mil toneladas de trigo por mês (importadas da Argentina e dos Estados Unidos) para fabricar suas massas e biscoitos. A unidade vai gerar 350 empregos diretos e outros 1.400 indiretos. Do total de R$ 98 milhões que serão investidos, cerca de R$ 60 milhões serão bancados por financiamento.

O gerente-geral de Projetos Estratégicos de Suape, Luciano Albuquerque, diz que as fábricas da J.Macêdo e da M.Dias Branco serão instaladas vizinhas à unidade da Bunge, na área portuária de Suape. “Em função de os empreendimentos estarem localizados dentro do porto, vamos encaminhar os estudos de viabilidade à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para aprovação”, explica. A companhia vai ocupar uma área de sete hectares no porto.

“Nossa expectativa é realizar a licitação para formalizar o arrendamento à empresa até o dia 20 de julho. Ontem (quarta-feira), executivos da M.Dias e da J.Macêdo estiveram aqui em Suape para ver as áreas e cobrar as datas para a licitação”, afirma.

Como Suape é uma empresa pública, não pode vender terrenos na área portuária. Por isso, as áreas serão arrendadas por um período de 25 anos, prorrogável por mais 25. O preço de referência para arrendamento é de R$ 1.014 por metro quadrado. Com isso, a J.Macêdo deverá pagar a Suape uma mensalidade em torno de R$ 70 mil.

A assessoria de comunicação da J.Macêdo informou à reportagem do Jornal do Commercio que os executivos habilitados a falar sobre os projetos de expansão da empresa se encontravam em reunião ontem (até o fechamento desta edição) e não estariam disponíveis para conceder entrevista. Com três moinhos e oito unidades industriais distribuídas pelo País, a companhia tem mais de 3.000 funcionários e faturou R$ 1,2 bilhão no ano passado. No âmbito nacional, a marca mais conhecida da empresa é a Dona Benta, com um portfólio que inclui farinhas de trigo, misturas para bolo, fermentos e outros.

DISPUTA

A chegada da J.Macêdo aumentará o apetite das empresas pelo mercado de massas do Nordeste, que tem se acirrado nos últimos anos em função do crescimento no consumo da Região. A disputa motivou, inclusive, a M.Dias Branco – líder no mercado brasileiro de massas e biscoitos – a comprar a pernambucana Vitarella em abril deste ano. Os empreendimentos também vão verticalizar a produção de massas e biscoitos no Estado, com moagem de trigo e produção de matérias-primas, como margarina.

Fonte: Jornal do Commércio
 

·
Cidade Lendária
Joined
·
6,291 Posts
Ahh tá aqui :D


Suape tá bombando cada vez mais. Muito bom!!

E a Empresa que comprou a vitarella anunciou que vai ampliar a fábrica :)
 

·
Perfil
Joined
·
5,549 Posts
Os cearenses estão dominando o mercado de massas em Pernambuco.
 
1 - 4 of 4 Posts
Status
Not open for further replies.
Top