SkyscraperCity banner
1 - 20 of 30 Posts

·
Luis M P A N Pereira
Joined
·
11,240 Posts
^^Mais ou menos assim como o thread da chapada?

:lol:

Falta aí Portugal.
Está para breve a Cimeira e a Greve, e……
 

·
Architect
Joined
·
12,295 Posts
Discussion Starter · #4 · (Edited)
Reino Unido

Manifestantes invadiram a sede do Partido Conservador e houve confrontos com a polícia

Milhares de estudantes britânicos protestam contra o aumento das propinas

10.11.2010 - 16:52 Por Isabel Gorjão Santos

Votar | 2 votos 16 de 19 notícias em Mundo

Milhares de estudantes britânicos saíram à rua em Londres para protestar contra o aumento dos custos de entrada na universidade e alguns invadiram a sede do Partido Conservador. É a manifestação mais importante desde a entrada em funções do primeiro-ministro David Cameron, em Maio.

Manifestantes protestaram em frente à sede do Partido Conservador (Toby Melville/Reuters)

Cerca de 30 mil pessoas juntaram-se aos protestos na capital britânica contra os planos do Governo para triplicar os custos da frequência das universidades e reduzir o financiamento ao ensino, segundo líderes estudantis citados pela BBC. À porta da sede do Partido Conservador de David Cameron, em Westminster, foram incendiados cartazes e as instalações acabaram por ser invadidas. Eram 15 horas quando uma centena de estudantes conseguiu entrar na sede do partido, apesar das tentativas da polícia para os dispersar, adiantou a AFP. As unidades da polícia anti-motim só chegaram mais tarde ao local.

A manifestação começou esta manhã e juntou estudantes e professores que protestam contra o objectivo do Governo britânico de triplicar os custos de entrada na universidade. “Eles devem ir buscar dinheiro às pessoas que ganham muito, a quem tem salários de sete dígitos, e não aos estudantes que não têm dinheiro”, disse à AFP uma das manifestantes, Anna Tennant-Sirent, aluna universitária em Coleraina, na Irlanda do Norte. “Os meus pais são os dois funcionários públicos. O meu pai vai perder a sua pensão no próximo ano e a minha mãe vai perder o emprego, isto vai pô-los na bancarrota”, acrescentou à Reuters Matthew Kell, de 22 anos, da Universidade de Bristol.

O presidente do sindicato nacional dos estudantes, Aaron Porter, sublinhou que “os deputados devem pensar duas vezes antes de aprovar esta política escandalosa” e adiantou que “não se pode aceitar uma visão miserável do futuro”.

Se actualmente a inscrição em universidades britânicas não pode ultrapassar os 3770 euros, com a nova proposta poderão passar a custar o dobro ou até quase o triplo (mais de 10.500 euros) em “circunstâncias excepcionais”, adiantou a AFP. O objectivo do Governo de coligação é reduzir em cerca de 3400 milhões de euros o financiamento dado às universidades.

O vice-primeiro-ministro Nick Clegg, que lidera os liberais democratas que integram a coligação governamental, já tinha sido duramente criticado na Câmara dos Comuns, durante a manhã. Clegg é contestado por aceitar este projecto defendido pelo primeiro-ministro David Cameron.

A manifestação começou por ser pacífica mas subiu de tom quando, ao início da tarde, os manifestantes forçaram as portas de vidro da sede do Partido Conservador e um grupo ocupou o piso inferior e a área da recepção. Levavam cartazes onde se lia “Parem com cortes na educação” ou “9000 libras, nem pensem!”
in Publico
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
num país em que a polícia afasta estes protestantes, ou os das máscaras... medo, querer fazer passar ideia de que tudo vai bem....

e o outro também bem dizia

qualquer dia teremos isto na realidade... o povo tá farto dos merdosos que temos a reger o mundo pelos interesses pessoais e não pelo bem público.
 

·
Registered
Joined
·
1,125 Posts
^^ Eu via sempre o Vái Tudo Abaixo e os Homens da Luta na Sic Radical, as personagens criadas pelo Jel e pelo irmão já são nesta altura uma referência de culto! :lol:
 

·
Architect
Joined
·
12,295 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Russia

Comunistas russos ameaçam com revoltas como no Egipto e na Tunísia
2011-02-23
Cerca de mil manifestantes comunistas exigiram hoje alterações radicais da política económica e social do governo russo, ameaçando provocar na Rússia levantamentos semelhantes aos que ocorreram no Egipto e na Tunísia.

O pretexto para a manifestação foi a celebração do 93º aniversário das Forças Armadas Soviéticas, actualmente chamado "Dia do Defensor da Pátria", mas o dirigente comunista Guennadi Ziuganov aproveitou o comício para fazer duras críticas à política económica e social do governo de Vladimir Putin.

Os manifestantes, que se juntaram na Praça Pushkin de Moscovo, empunhavam bandeiras vermelhas e cartazes alusivos aos acontecimentos no Norte África e Médio Oriente, ameaçando provocar "Egipto e Tunísia" na Rússia.

Noutro bairro da capital russa, cerca de 500 veteranos das Forças Armadas soviéticas e russas protestaram contra as reformas militares em curso.

"Apelamos a todos os veteranos, para os quais não é indiferente o destino do exército e da armada russos e, no fim de contas, o destino da Rússia, que participem activamente na defesa das Forças Armadas em relação ao ministro [da Defesa] Serdiukov, que não justificou as esperanças dos oficiais", declarou Vladislav Atchalov, antigo vice-ministro da Defesa da União Soviética.

Segundo Achtalov, "a pretexto de reformas militares, tem lugar a destruição do exército e da armada, que não se deve permitir".

O Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, depositou uma coroa de flores no monumento ao Soldado Desconhecido, no centro de Moscovo, e felicitou os militares com uma mensagem através do Twitter.

"Felicito todos os defensores do nosso país no dia da sua festa! A Rússia precisa de paz, por isso, devemos ser fortes!", escreveu.

O forte frio que se faz sentir em Moscovo impediu que as manifestações fossem mais numerosas, como é costume neste dia.

O mercúrio nos termómetros baixou até aos 15 graus negativos.
in http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1790906&page=-1
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Comunismo na Rússia... medo...
Manif da Geração à Rasca dia 12 de Março!!
 

·
Registered
Joined
·
163 Posts
Vi esse vídeo ao almoço...Não há palavras. Parecem animais selvagens. Eu até podia simpatizar com a causa dos taxistas mesmo tendo algum preconceito contra a classe à partida - sim, admito, apesar de nunca ter tido qualquer queixa pessoal, as histórias que se ouvem ao longo dos anos deixam-me muito de pé atrás quanto a chamar um táxi.

No entanto, a incapacidade dos taxistas de se policiarem uns aos outros contra estes abusos, contra esta violência e vandalismo, aliado ao que vim a aprender quanto aos esquemas que envolvem os alvarás (o facto de ser possível comprar e vender alvarás é risível - falha da regulação) tirou-me qualquer ponta de dúvida quanto ao destino da classe. Sinto-me básico ao dizer isto, costumo orgulhar-me de saber ver os dois lados da questão, mas ao ver esse vídeo...Espero que ardam. Se fosse eu a decidir alguma coisa este género de atitude merecia retirada sumária do alvará. Para além do que mereciam judicialmente face aos actos de vandalismo e até agressão praticados.

PS: A Uber não é feita de santinhos nenhuns, mas falo da sua gestão - podiam ensinar umas coisinhas sobre ser mafiosos à ANTRAL ainda assim (a ANTRAL não tem a subtileza como forte). Os motoristas são trabalhadores que merecem o meu respeito.
 
1 - 20 of 30 Posts
Top