SkyscraperCity banner

1 - 20 of 377 Posts

·
Moderator
Joined
·
17,759 Posts
Discussion Starter #1
Olha que pelo que li, precisamente até na reportagem a que o Leo se refere, as condições não eram nada ruins.
Para quem está disposto a abdicar da vida pessoal, como é o caso dos trabalhadores estrangeiros. O salário base é o salário mínimo, algo que não é atractivo particularmente para jovens com muitos anos de estudo (ainda que o seu acesso ao subsídio de desemprego seja limitado ao contrário do que a reportagem quer fazer crer).
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
O salário base é o salário mínimo, algo que não é atractivo particularmente para jovens com muitos anos de estudo (ainda que o seu acesso ao subsídio de desemprego seja limitado ao contrário do que a reportagem quer fazer crer).
Mas com imensos bónus por produtividade ao ponto de que os tailandeses pedem para trabalhar mais horas.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Claro que não é atractivo para ti ou para mim ou para muitos outros. Mas para alguém sem quaisquer estudos, sem uma formação, desempregado de larga duração, coisas do género, porque não? Abdicar da vida pessoal, enfim, são apenas uns meses e isso até em cargos de direcção e direcção-geral ocorre. Quantos quadros superiores de topo estão destacados e a trabalhar em sítios do arco da velha e com condições péssimas? E são quadros de topo. Ok, podem ter uma boa casa, carro com motorista, guarda-costas, tudo isso. Mas de que vale no presente se não podes sair de casa ou se estás sujeito a climas extremos? Se estiveres a trabalhar num sítio como Zouerate na Mauritania ou Port Harcourt na Nigéria?
 

·
Moderator
Joined
·
17,759 Posts
Discussion Starter #4
Depende das faixas etárias que pretendem contratar.

Quanto às condições e vida pessoal tens o exemplo de Angola. Procuram por exemplo médicos portugueses em vários hospitais e clínicas e não conseguem contratar porque ninguém está disponível para ir por meros €5000/mês mais alguns pózinhos. A falta de qualidade de vida não compensa, mesmo para quem ainda está em início de carreira e ganha menos do que isso.
 
  • Like
Reactions: PortoNuts

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Ah, mas isso é evidente. Quanto maior a qualificação maior a exigência, tanto salarial como doutras condições. E, realmente, 5000€/mês, hoje em dia em Luanda, enfim. É um salário razoavelzito mas dado o custo de vida por lá não é nenhuma oxaria. Muito facilmente pagas mais de metade disso para teres um tecto em cima da cabeça. Ao mesmo tempo vivem lá vários expatriados, muitos a ganhar menos do que isso mas uma grande parte a ganhar mais do que isso. Mais (bastante mais) do que o equivalente a isso e com casa providenciada pela empresa sei quem ganhasse em 1990 e picos precisamente em Angola.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
E Luanda nem é um grande exemplo de falta de qualidade de vida. Hoje em dia bem o contrário! As duas que disse, por exemplo, são bem piores mas posso adicionar umas quantas mais. Na Nigéria, a própria cidade de Lagos, um horror e o único sítio que em dias da minha vida me fez dizer que não voltava lá fosse pelo motivo que fosse, todo o Sul da Argélia e há expatriados a viver lá hoje em dia. Sítios remotos perdidos no meio do nada a largas centenas de quilómetros dum sítio vagamente civilizado como é o caso de explorações mineiras e madeireiras tanto no Congo Leo como no Congo Brazza. No Iraque há expatriados também e deve ser um horror de sítio para viver. Claro que alguém com um mínimo de qualificações e experiência só vai para estes shitholes por vários milhares mensais. Salários e benefícios equivalentes a 500000USD anuais não são nada de extraordinário.
 

·
Moderator
Joined
·
17,759 Posts
Discussion Starter #7
Eles por norma oferecem alojamento, mas mesmo assim €5000 é pouco tendo em conta os sacrifícios. E um médico com experiência ganha mais do que isso em Portugal.

E Luanda nem é um grande exemplo de falta de qualidade de vida. Hoje em dia bem o contrário!.
A qualidade de vida não se faz com algumas obras e edifícios emblemáticos. Luanda é uma cidade muito insegura (andar pelas ruas sozinho está fora de questão e à noite nem com guarda costas) e a infraestrutura no geral ainda é limitada, para nem falar nos serviços públicos...

Tudo isto varia naturalmente com o ponto de vista pessoal de cada um (há quem prefira calor o ano todo e esteja disposto a abdicar da segurança que o nosso país oferece) mas a verdade é que, não oferecendo uma compensação elevada, têm dificuldades em atrair portugueses.

Os exemplos que invocaste são mais extremos, mas nem era preciso ir tão longe!
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
A qualidade de vida não se faz com algumas obras e edifícios emblemáticos. Luanda é uma cidade muito insegura (andar pelas ruas sozinho está fora de questão e à noite nem com guarda costas) e a infraestrutura no geral ainda é limitada, para nem falar nos serviços públicos...
Que exagero, Fern! Na Luanda dos 1990s, HIPS mais perigosa do que a de hoje em dia mas sem comparação possivel, andava eu, um pirralho com 15 anos, a pé sozinho na rua e à noite de carro sem problemas de maior. Aliás, tantas aprontei que o meu pai, farto até aos olhos, a dada altura passou-se e enfiou-me no primeiro vôo para Lisboa. Na Luanda de hoje em dia pode levar-se uma boa vida e com segurança muito razoavel.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Tudo isto varia naturalmente com o ponto de vista pessoal de cada um (há quem prefira calor o ano todo e esteja disposto a abdicar da segurança que o nosso país oferece) mas a verdade é que, não oferecendo uma compensação elevada, têm dificuldades em atrair portugueses.
Como em todos os sítios. Ir viver para esses sítios e viver tranquilamente é uma questão de personalidade como para qualquer outro, mesmo na Europa. Há quem vá, quem não vá, quem tenha personalidade para isso e quem não. Quem vá seduzido pelos salários altos e ao fim de duas semanas esteja de volta porque flipa da cabeça e quem vá e fique até para além do contrato original e acabe a constituir família e a fazer vida nesses sitios porque simplesmente ama. A compensação também varia muito consoante o sítio. Se calhar contratar alguém para ir para Zouerate sai-te muito mais caro do que contrar alguém que fique baseado em Nouadhibou ou Nouakchott.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Tudo isto varia naturalmente com o ponto de vista pessoal de cada um (há quem prefira calor o ano todo e esteja disposto a abdicar da segurança que o nosso país oferece)
Como em todos os sítios. Ir viver para esses sítios e viver tranquilamente é uma questão de personalidade como para qualquer outro, mesmo na Europa. Há quem vá, quem não vá, quem tenha personalidade para isso e quem não. Quem vá seduzido pelos salários altos (é evidente que têm que o ser, mais nuns sítios do que noutros) e ao fim de duas semanas esteja de volta porque flipa da cabeça e quem vá e fique até para além do contrato original e acabe a constituir família e a fazer vida nesses sitios porque simplesmente ama. A compensação também varia muito consoante o sítio. Se calhar contratar alguém para ir para Zouerate sai-te muito mais caro do que contrar alguém que fique baseado em Nouadhibou ou Nouakchott.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Eu, por exemplo, para Zouerate não, obrigado. Já não tenho 25 anos e com a minha idade já não estou para isso. Mas para Nouadhibou ou Nouakchott até iria pelo preço certo se fosse algo que me atraisse. Se calhar iria para Accra, Ouagadoudou, Freetown ou Monrovia muito contente mas para Bangui, Juba, Mogadishu ou Bagdad, não obrigado. Mas há quem vá e consiga adaptar-se.

Tu, enfim, não te conheço mas do que vejo de ti aqui ao longo destes anos, acho que nem para Nouakchott, Dakar, Accra ou Gaborone irias. Não erro, pois não?
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
:gaah: :gaah: :gaah:

GGGGGGGGGGRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

:mad2: :mad2: :mad2:

GGGGGGGGGGGGGGGGRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

Começo a estar farto de ter que fazer corte e costura de cada vez que escrevo um post!
 

·
Moderator
Joined
·
17,759 Posts
Discussion Starter #13
Que exagero, Fern! Na Luanda dos 1990s, HIPS mais perigosa do que a de hoje em dia mas sem comparação possivel, andava eu, um pirralho com 15 anos, a pé sozinho na rua e à noite de carro sem problemas de maior. Na Luanda de hoje em dia pode levar-se uma boa vida.
Não é nenhum exagero é aquilo que transmitem os estudos, a experiência de quem lá vive ou viveu e os conselhos de quem é de lá! Isto na perspectiva de um Europeu, claro.

Se o fizeste então tiveste muita sorte!
 

·
Moderator
Joined
·
17,759 Posts
Discussion Starter #14
Tu, enfim, não te conheço mas do que vejo de ti aqui ao longo destes anos, acho que nem para Nouakchott, Dakar, Accra ou Gaborone irias. Não erro, pois não?
Não erras :D A sair de Portugal seria para um país como a Áustria ou talvez Londres se a remuneração estivesse condizente com o custo de vida na cidade. Também não me importava de experimentar um país oriental como o Japão.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Não é nenhum exagero é aquilo que transmitem os estudos, a experiência de quem lá vive ou viveu e os conselhos de quem é de lá! Isto na perspectiva de um Europeu, claro.
Há quem tenha essa perspectiva e esses medos mas quem vai para África (em geral) assim, coitado. Vai passar mal. Muito mal. Muito mal mesmo. Depois há os que vivem na boa, aproveitam toda a vida que Luanda oferece, a vida nocturna da cidade que é fabulosa hoje em dia, viaje pelo país, tudo isso.

Há algumas precauções a ter? Se calhar sim. Por exemplo, evitar conduzir fora das cidades durante a noite não é má ideia. Não é por uma questão de perigo sequer mas sim porque há de tudo pelas estradas e atropelas um animal, uma pessoa, uma mota ou levas com um camião em cima sem saberes como nem porquê porque luzes são conceito de geometria muito variavel e regras de trânsito algo que depende de opinião.
 

·
Registered
Joined
·
22,033 Posts
Não erras :D A sair de Portugal seria para um país como a Áustria ou talvez Londres se a remuneração estivesse condizente com o custo de vida na cidade. Também não me importava de experimentar um país oriental como o Japão.
Eheheh, pois, bem me parecia. :D Já eu, Austria, Inglaterra, França, Alemanha, blablabla, nem de passeio. Sabe-me a pastilha elástica gasta e sem sabor. Falta-me a emoção, não me desperta o interesse, é pãozinho sem sal.
 

·
( ͠° ͟ʖ ͡°)
Joined
·
6,904 Posts
:gaah: :gaah: :gaah:

GGGGGGGGGGRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

:mad2: :mad2: :mad2:

GGGGGGGGGGGGGGGGRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

Começo a estar farto de ter que fazer corte e costura de cada vez que escrevo um post!
spammer, eheh :lol:
 

·
Moderator
Joined
·
17,759 Posts
Discussion Starter #18
Eheheh, pois, bem me parecia. :D Já eu, Austria, Inglaterra, França, Alemanha, blablabla, nem de passeio. Sabe-me a pastilha elástica gasta e sem sabor. Falta-me a emoção, não me desperta o interesse, é pãozinho sem sal.
Clichê :D A Áustria é o melhor país onde já passei uma temporada. Paisagens, natureza, arquitectura e urbanismo excepcionais e educação, respeito, civismo presentes em todos os cidadãos. Para além disso os austríacos são geralmente simpáticos e animados!
 
1 - 20 of 377 Posts
Top