Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 1211 Posts

·
Fepasão Loses !
Joined
·
2,475 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Só para lembrar, que sou contra o Mono dentro da USP, já que é um espaço segregado e nem sempre aberto ao público, mesmo com belas áreas verdes.

A USP que se decida, ou faça uma segurança séria já que as pessoas são barradas por amostragem (a cada impedido uns 10 entram indevidamente), ou libera geral o espaço para acesso de todos praticar esportes, caminhadas e etc nos dias e nos horários que bem entender, oq não dá é para ter um monorail privativo para um grupo reduzido de pessoas (que é grande mas em comparação com o a população da cidade o número é irrisório).

Acho que a ligação pela CPTM agora diretamente na ponte já é mais que suficiente. Caminha-se rapidamente e ainda tem um ponto de circular colado no portão de acesso.
 

·
Registered
Joined
·
3,080 Posts
Só para lembrar, que sou contra o Mono dentro da USP, já que é um espaço segregado e nem sempre aberto ao público, mesmo com belas áreas verdes.

A USP que se decida, ou faça uma segurança séria já que as pessoas são barradas por amostragem (a cada impedido uns 10 entram indevidamente), ou libera geral o espaço para acesso de todos praticar esportes, caminhadas e etc nos dias e nos horários que bem entender, oq não dá é para ter um monorail privativo para um grupo reduzido de pessoas (que é grande mas em comparação com o a população da cidade o número é irrisório).

Acho que a ligação pela CPTM agora diretamente na ponte já é mais que suficiente. Caminha-se rapidamente e ainda tem um ponto de circular colado no portão de acesso.
Holffman, o acesso à USP é restrito somente após as 21h nos dias úteis e após as 14h de sábado. Eu acho isso absolutamente inadmissível, pois além de uma enorme área verde, a USP consta com museus que podem e devem ser acessados pela população. Já que a Reitoria gosta da PM, devia abrir o câmpus e contar com a vigilância da PM...

Quanto à linha do monotrilho ir para lá, respeito sua opinião, mas gostaria de lembrar alguns pontos:

1. São mais de 80.000 possíveis usuários/dia;
2. Mesmo com o acesso reformado da Estação da CPTM, a travessia da Marginal na pista Jaguaré-Interlagos continua um semi-suicídio;
3. Esse acesso longe e mal feito é utilizado por muita gente, mas a quem pode evitar usá-lo, preferindo os carros. Basta ver o trânsito insuportável nos horários de pico. Os ônibus são igualmente lotado, apesar do aumento de linhas e frota;
4. A USP é uma das universidades do Governo do Estado. A mais importante do país. Em São Paulo, está em construção uma estação dentro do Mackenzie e planejada uma ao lado da PUC. Por que não uma na USP?
5. Com o monotrilho, pode e deve haver uma democratização no acesso à USP. Muita gente que mora muito longe desiste do curso por causa do acesso; muita gente deixa de ir aos museus por causa do acesso precário também, assim como às bibliotecas - dentre as melhores do país.

Poderia elencar muitos pontos que no meu entendimento são a favor da extensão do monotrilho à USP. Se quiser, podemos continuar dialogando.

O isolamento da USP, a péssima acessibilidade e os prédios afastados entre si foram assim planejados quando o câmpus foi construído, durante a ditadura. Pretendeu-se, e conseguiram, jogar grande parte da massa pensante para longe do Centro, dificultando as pessoas de chegarem lá e as ideias de lá saírem.

Aliás, sobre a péssima acessibilidade da USP e o isolamento de seus museus, fiz um blog propondo a transferência da maioria deles para a região da Luz: http://museus-sp.blogspot.com/
 

·
Moderator
Joined
·
38,510 Posts
A USP já decidiu que não quer nenhuma linha de transporte de massa dentro do Campus. Por isso é que não existe nenhum projeto de estação dentro da universidade, apenas ao seu redor. Mas nada disso impede que os ônibus circulares da USP tenham linhas com destino a essas estações.
 

·
Registered
Joined
·
3,080 Posts
A USP já decidiu que não quer nenhuma linha de transporte de massa dentro do Campus. Por isso é que não existe nenhum projeto de estação dentro da universidade, apenas ao seu redor. Mas nada disso impede que os ônibus circulares da USP tenham linhas com destino a essas estações.
Isso faz quanto tempo?
 

·
Registered
Joined
·
2,321 Posts
E lembrando que as estações na universidades particulares, são coincidência com linhas planejadas para atender a população de forma eficiente. Sendo assim, as estações próximas as universidades são coincidencias (que levadas em conta). Fora as inúmeras faculdades construídas próximo a estações com o intuito de garantir mais alunos.
 

·
Registered
Joined
·
3,080 Posts
E lembrando que as estações na universidades particulares, são coincidência com linhas planejadas para atender a população de forma eficiente. Sendo assim, as estações próximas as universidades são coincidencias (que levadas em conta). Fora as inúmeras faculdades construídas próximo a estações com o intuito de garantir mais alunos.
Eu não acredito em coincidência na estação Higienópolis-Mackenzie, pensando que o ex-Vice Governador era Reitor do Mack. Lembro que de 2 estações para o percurso inicialmente pensadas sobrou só 1 que foi coincidentemente colocada dentro do Mack. Alunos para sempre para a Universidade do Vice-Governador.

Quanto às universidades que se instalaram ao lado do Metrô, estão mais do que certas.

Gente, parece que vcs se lembram de criticar os projetos somente quando ainda são essas coisas malucas liberadas para a imprensa...
 

·
Moderator
Joined
·
38,510 Posts
Isso faz quanto tempo?
Não sei. Mas já vi isso sendo comentado muitas vezes, e pela idade dos projetos, não é de agora. Nunca vi um projeto, novo ou antigo, com estação dentro do Campus da USP.
 

·
Subway and train Forever!
Joined
·
17,073 Posts
Uma coisa que eu vejo mto é acesso. Se é dificil, eu saio fora. Gosto de facilidades, não de complicações....
 

·
Moderator
Joined
·
38,510 Posts
Eu não acredito em coincidência na estação Higienópolis-Mackenzie, pensando que o ex-Vice Governador era Reitor do Mack. Lembro que de 2 estações para o percurso inicialmente pensadas sobrou só 1 que foi coincidentemente colocada dentro do Mack. Alunos para sempre para a Universidade do Vice-Governador.

Quanto às universidades que se instalaram ao lado do Metrô, estão mais do que certas.

Gente, parece que vcs se lembram de criticar os projetos somente quando ainda são essas coisas malucas liberadas para a imprensa...
Independente do local onde fica a Estação Higienópolis-Mackenzie (que aliás, não tinha esse nome originalmente, chamaria-se apenas Higienópolis), ela não poderia ficar longe dali, pois ela fica quase exatamente entre as estações Paulista e República. Não poderia, portanto, ficar longe dali. Mas de qualquer forma, as estações são projetadas para ficarem localizadas próximas de locais de muito movimento, caso do campus universitário da Mackenzie. Nenhum acesso ficará dentro do campus universitário. Ficará do lado, mas dentro não.
 

·
Registered
Joined
·
2,321 Posts
Eu não acredito em coincidência na estação Higienópolis-Mackenzie, pensando que o ex-Vice Governador era Reitor do Mack. Lembro que de 2 estações para o percurso inicialmente pensadas sobrou só 1 que foi coincidentemente colocada dentro do Mack. Alunos para sempre para a Universidade do Vice-Governador.

Quanto às universidades que se instalaram ao lado do Metrô, estão mais do que certas.

Gente, parece que vcs se lembram de criticar os projetos somente quando ainda são essas coisas malucas liberadas para a imprensa...
Pode até ser que por isso a Higienópolis tenha sido escolhida por causa da universidade. Mas por que gera demanda. E a L4 inteira não foi pensada somente para atender a Universidade. O propósito dela é bem maior. A Universidade estar no trajeto planejado foi coincidência.
 

·
Registered
Joined
·
3,080 Posts
Quem pega trem (que já é mt mal falado em SP), atravessa ponte e pega circular (que são pouquíssimos, lentos e lotados), é só quem não tem outra forma de ir à USP. É claro que tem muuuita gente que evita essa forma de transporte e utilizaria o monotrilho ou metrô, gente inclusive que está nos ônibus lotados cotidianamente.

Eu não ouvi ainda nenhuma notícia sobre esse lance do Circular ir até a Estação Butantã. Para isso tem dois problemas: precisará aumentar consideravelmente a frota, porque a demanda será imensa; e quero ver irem contra o lobby das empresas de ônibus, que vão perder uns 80% dos passageiros. Sem a opção gratuita do Circular até a Estação Butantã, o pessoal vai ter que pegar ônibus de linha (e pagar!) para chegar ao Metrô. Tenho uma certeza bem grande de que o Circular não chegará lá, com alguma desculpa esfarrapada ridícula.

Se essa história de "a USP não quer transporte de massa dentro do câmpus" é muito antiga, não custa perguntar de novo ao Conselho Universitário. No mínimo isso é coisa da época dos planos iniciais da L4, lá pelo início dos anos 1990... Uma pergunta pública na maior instância universitária (Conselho Universitário, com representantes de professores, alunos e funcionários), pode gerar um debate interessante.

Tenho certeza de que a imensa maioria da comunidade acadêmica é totalmente a favor da(s) estação(ões). Equacionar isso com o acesso controlado nos horários restritos é algo que a USP pode resolver com 10 guardas.

Por fim, quanto à Higienópolis-Mackenzie: acho bastante admirável o governo procurar colocar estações próximo aos pontos centrais de fluxo, mas não deixo de crer no lobby do Lembo para que a estação fosse lá. Não é dentro, é vizinha de muro... Nada contra essa estação, só acho grave ter essa lá e não ter uma na USP.
 

·
Registered
Joined
·
2,321 Posts
Tenho certeza de que a imensa maioria da comunidade acadêmica é totalmente a favor da(s) estação(ões). Equacionar isso com o acesso controlado nos horários restritos é algo que a USP pode resolver com 10 guardas.

Nada como uma saída controlada da estação também. E claro que alguns guardas nessa saída.
 

·
Registered
Joined
·
3,080 Posts
Nada como uma saída controlada da estação também. E claro que alguns guardas nessa saída.
É só nos horários restritos colocar avisos sonoros e 2 guardas nos bloqueios das catracas, antes da pessoa sair. Nada muito complexo e muito menos caro para a USP.
 

·
Moderator
Joined
·
38,510 Posts
Se essa história de "a USP não quer transporte de massa dentro do câmpus" é muito antiga, não custa perguntar de novo ao Conselho Universitário. No mínimo isso é coisa da época dos planos iniciais da L4, lá pelo início dos anos 1990... Uma pergunta pública na maior instância universitária (Conselho Universitário, com representantes de professores, alunos e funcionários), pode gerar um debate interessante.
É melhor debater de novo, especialmente com alunos e professores, porque não é só de 1990 que isso foi feito em relação à Linha 4. No Projeto Funcional realizado em 1997, nenhuma das alternativas de traçado incluía uma estação dentro da Cidade Universitária. E nem só em relação à Linha 4 não foram feitos projetos de estações dentro do Campus, mas também em relação ao PITU 2020 (realizado em meados de 1996/1997), e à Rede Essencial (projeto realizado em meados de 2006). Então, não faltaram oportunidades de incluir estações dentro da USP. Se não foram inclusas, certamente foi porque a USP não quis, pois nos planos, as estações atendem regiões muito próximas dali.
 

·
Registered
Joined
·
574 Posts
É só nos horários restritos colocar avisos sonoros e 2 guardas nos bloqueios das catracas, antes da pessoa sair. Nada muito complexo e muito menos caro para a USP.
Ou então, até mais fácil, o monotrilho não parar nas estações dentro da USP...
EDIT: Ah, não, restrito pra população em geral né? Esquece...
 

·
Registered
Joined
·
7,290 Posts
Realidade: Se você é pobre e não pode ter carro, não vai conseguir fazer USP, mesmo que passe na FUVEST. E a USP não faz questão nenhuma de ter você lá dentro.

A "caminhada curta" entre a Estação Cidade Universitária e o Campus é conversa pra boi dormir, já que a única coisa que fica realmente perto da estação é o Centro Esportivo, todas as faculdades (FFLCH, FEA, FAU, etc.) estão a uma distância beeem grande dali. A única que se salva é a POLI, que fica relativamente próxima da Estação Villa-Lobos - Jaguaré.
 

·
Moderator
Joined
·
38,510 Posts
Mas pertinho da saída da alça da Ponte Cidade Universitária fica um dos pontos dos circulares. Ninguém precisa andar por uma distância enorme para ir até a Estação Cidade Universitária. Basta pegar um daqueles circulares. Mas óbvio que uma estação do lado do campus é bem melhor que a Estação Cidade Universitária, que obriga a pessoa a ir até o outro lado do Rio Pinheiros.
 

·
Registered
Joined
·
7,290 Posts
Mas pertinho da saída da alça da Ponte Cidade Universitária fica um dos pontos dos circulares. Ninguém precisa andar por uma distância enorme para ir até a Estação Cidade Universitária. Basta pegar um daqueles circulares. Mas óbvio que uma estação do lado do campus é bem melhor que a Estação Cidade Universitária, que obriga a pessoa a ir até o outro lado do Rio Pinheiros.
Circular? Nunca vi nem comi, eu só ouço falar...
 

·
Registered
Joined
·
3,080 Posts
Circular? Nunca vi nem comi, eu só ouço falar...
Circular? É mais fácil ver um OVNI do que um Circular...

Tiago e demais colegas que não conhecem ou pouco frequentam o câmpus Butantã da USP: não caiam na balela do Circular. São 2 ou 3 ônibus que dão a volta no câmpus inteiro e ficam um baita tempo parado no ponto final. Não são alternativa. Eu, por exemplo, prefiro andar 30 minutos até a minha faculdade a esperar o Circular. E, em 95% das vezes, chego antes de ver um Circular passando por mim. Essa é a realidade. Descer na Estação Cidade Universtária da L9, atravessar correndo a alça da Marginal e esperar pelo Circular é só pra quem não tem nenhuma opção mesmo. Os ônibus municipais, lotados e parados no trânsito, são preferidos por todos.

Quanto à entrada na USP (Fuvest), comentada pelo Eduardo GJF: essa é mesmo a realidade! A dificuldade para chegar ao câmpus, seja de bumba, de trem, de carro, ou depois de L4, é um fator impeditivo para muita gente. Quem mora no município de SP, mesmo que seja no extremo da Z/L não pode pedir auxílio moradia, mesmo que seja miserável. Ai, ficar 2 ou 3h/ dia para ir e isso pra voltar, já era.

Por isso que bato sempre na tecla: uma(s) estação(ões) dentro da USP é questão de democratização da melhor universidade do Brasil. Não colocar Metrô lá dentro é opção deliberada de uma determinada elite paulista e uspiana que acredita em um determinado projeto para SP e o Brasil. :eek:hno:

É por isso que nesses projetos todos citados pelo Tiago o Metrô foi barrado pela Reitoria. A única chance é tentar levar isso ao Conselho Universitário.
 
1 - 20 of 1211 Posts
Top