SkyscraperCity banner
1 - 20 of 56 Posts

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Criei esse Thread no intuito de mostrar todas essas belezas naturais ,paisagens da Amazônia que ficam no Estado do Amazonas e muitas comunidades ribeirinhas que ficam a margem desse grande rio que é o Madeira ...
Foram 84 horas de viagem , e esse é apenas o primeiro de uma ´serie de 4 Thereads que somam um total de 600 fotos que tirei e aqui compratilho com todos vocês e espero que gostem ..



CONHECENDO SOBRE O RIO MADEIRA​


O rio Madeira é um rio da bacia do rio Amazonas, banha os estados de Rondônia e do Amazonas. É um dos afluentes do Rio Amazonas. Tem extensão total aproximada de 1 450 km.

Curso​

O Rio Madeira nasce com o nome de rio Beni na Cordilheira dos Andes, Bolívia. Ele desce das cordilheiras em direção ao norte recebendo então o rio mamoré-guaporé e tornando-se o rio madeira e cujo o qual traça a linha divisória entre Brasil e Bolívia.

O rio Madeira recebe este nome, pois no período de chuvas seu nível sobe e inunda as margens, trazendo troncos e restos de madeira das árvores.
O rio Madeira na Bacia Amazônica

O Rio Mamoré ao encontrar-se pela margem esquerda o rio Beni e se juntar a ele, forma o Rio Madeira. Da confluência, o Madeira faz a fronteira entre Brasil e Bolívia até o encontro deste rio com o rio Abunã. A partir daí, o rio segue em direção ao nordeste atravessando dezenas de cachoeiras até chegar a Porto Velho, onde se inicia a Hidrovia do Madeira. No delta do Madeira fica a Ilha Tupinambarana em uma região de alagados.
Porto Velho (RO) - Conforme pode ser observado nas estacas das palafitas, a Cachoeira do Teotônio é uma queda d'água periódica que só existe em razão das vazantes do Madeira


Períodos​

Entre a estação chuvosa e a seca o rio varia bastante de profundidade. Na estação seca, as águas do rio, que fluem em direção ao Amazonas, formam praias (de água doce, naturalmente) ao longo de suas margens. Neste período, no seu leito pode ser avistada a grande quantidade de pedras que ajudam a formar as corredeiras (ou cachoeiras, como os amazônidas costumam denominá-las).

Coincidente ou não com a estação chuvosa (dezembro a maio), ao mesmo tempo em que o rio enche com as águas das chuvas, em sentido contrário ao delta, é invadido pelas águas do Amazonas e sobe cerca de 17m , alagando todas as cachoeiras em seu leito até formar um espelho de água que tanto invade florestas como cobre as praias e toda a planície amazônica. Nesse momento, o rio Madeira deixa de ser um simples tributário do Rio Amazonas e se torna um canal de navegação dependente da "maré" desta confluência

.



Complexo do Rio Madeira​


O projeto do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira é composto por duas usinas de grande porte: UHE Jirau (3.300 MW) e UHE Santo Antônio (3.150 MW). Por ser uma região de pouca exploração do potencial hidrelétrico, por encontrar-se numa planície quase ao nível do mar, torna-se, sem dúvida, uma das melhores opções para a ampliação de geração. De acordo com Castro (2007 – artigo da revista Custo Brasil) estes dois empreendimentos esbarram, no entanto, com problemas relacionados com a nova legislação ambiental e a falta de experiência em obras deste porte na região.

A importância destas usinas está assinalada nos estudos da EPE mostram que por volta de 2010 – 12 o país estará sob risco de escassez de eletricidade. O equilíbrio só será garantido, com as obras das usinas de Jirau e Santo Antônio no Madeira.

Os dois empreendimentos fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e o êxito do programa como um todo depende assim do planejamento e ampliação da capacidade de infra-estrutura.

O leilão da Usina de Santo Antônio já foi realizado e o consórcio de empresas que a construirá já se estabeleceu, de fato (trata-se do consórcio Madeiras Energias S/A - MESA, composto das seguintes empresas, com suas respectivas cotas de participação na construção e exploração da obra: FURNAS (39%), Odebrecht Investimentos (17,6%), Andrade Gutierrez Participações (12,4%), Cemig (10%), Construtora Norberto Odebrecht (1%) e Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia (20%).
O rio em Porto Velho (RO)

Além das usinas deusinas de Jirau e Santo Antônio adicionarem ao sistema potência de 6.450 MW, ampliando consideravelmente a oferta nacional de eletricidade, ocorrerá uma ampliação física-geográfica do Sistema Interligado Nacional (SIN) com a construção de novas linhas de transmissão, que ampliarão e melhorarão a distribuição regional e nacional de energia elétrica. Trata-se do que Castro denominou de "avanço da fronteira elétrica", diminuindo o Sistema Isolado e os gastos com os encargos do CCC, um subsídio utilizado para diminuir o custo das tarifas das termoelétricas da região amazônica.[/b]


Conforme informações obtidas no sítio de Furnas o perfil da obra é o seguinte:

Investimento: Aproximadamente R$ 9,5 bilhões.

Previsão de início de obra: Dezembro/2008.

Previsão de entrada em operação: Primeira e segunda unidades geradoras em dezembro de 2012 e a última em junho/2016.

Previsão de empregos gerados diretamente: 1.500 trabalhadores nos meses iniciais, até 4.500 trabalhadores nos 18 meses seguintes. Média de 10.000 trabalhadores durante 2 anos e até 20.000 trabalhadores no pico da obra.

Área inundada: O espelho d'água a ser formado será de 271 Km², na elevação 70 m. Desse total, apenas 40% correspondem a novas áreas a serem inundadas; a maior parte, 60%, corresponde a própria calha do rio Madeira nesse trecho.

Impactos ambientais: Entre as novas áreas a serem inundadas e aquelas necessárias à implantação do canteiro de obras serão necessários retirar e aproveitar cerca de 15 Km² de matas. Em Rondônia são desmatados, por ano, algo próximo a 2.000 Km². Quanto aos peixes, os estudos demonstram que com os investimentos em mecanismo de transposição e ações de conservação não haverá alterações significativas na quantidade e na composição específica de peixes.

Compensação ambiental e social: Para o programa de compensação ambiental, que é obrigação legal, foi estimado, conforme a
Resolução CONAMA 371/2006, 0,5% do valor do empreendimento. Isso corresponde a cerca de 47 milhões de reais. Já para o programa de compensação social, que refere-se a um compromisso do consórcio FURNAS/CNO, foi também estimado 0,5% do valor do empreendimento.

------------------------------------------------------------------------------------------


Hidrovia do Madeira - (Corredor Oeste-Norte)​

O rio Madeira é navegável numa extensão de 1.056 km, entre Porto Velho e sua foz, no rio Amazonas, permitindo, mesmo na época de estiagem, a navegação de grandes comboios, com até 18.000 t. Os investimentos na hidrovia, compreendem dragagens, derrocamentos, balizamento e sinalização. Atualmente, cerca de 2 milhões de t/a de cargas já são transportados pelo rio Madeira .



01 - A poucos Km da Foz




02 - Rio Madeira -- de manhã cedo e perto do Municipio amazonense de Urucurituba



03 - Chegando em frente a pequena cidade de Urucurituba -


04 - Chegando a Urucurituba ..eram 08 horas de viagem e cerca de uns 60 km da Foz do Rio Madeira , onde desemboca no Rio Amazonas


NOTA
URUCURITUBA - Cidade com uma população de aproximadamente 16.697 habitantes sendo, 8.747 do sexo masculino e 7.950 do sexo feminino. Faz parte do Estado do Amazonas, com cerca de 2.919 kilômetros quadrados de área. Possui uma densidade populacional de quase 5.72 habitantes por Km quadrado segundo o IBGE.


Aqui mais precisamente eram 06:15 ..sentido Porto -velho



05 )- Sentido Porto velho , por aqui ja passou alguns minutos de Urucurituba ...uma viagem de barco inesquecível




06 - As águas do Rio Madeira




07 - Uma viagem pela Amazônia ..imagem de habitação de ribeirinhos
Amazonas




08 - Dentro da Embarcação que faz linha Manaus - Porto Velho
4 dias de viagem e pura sintonia com a Amazônia viva , mais de 1.000 km de navegação subindo a corretenza e indo em direção a Capital Rondoniense





09 - Embarcação indo de Manaus a Porto Velho



10 - Cobertura vegetal e o Rio , formam uma sincronia que as vezes parece ser interminável ...poucas habitações e uma riquisima e frondosa floresta ...Estamos aqui no que chamamos de Amazônia ..e dentro do maior Estado do Brasil




11 - Intermináveis paisagens onde o olhar do homem não consegue atingir por incriveis paisagens ...um pouco da região e do Rio Madeira ..a ligação fluvial entre Manaus e alguns municipios Amazonenses e Porto Velho (RO)




12 - Nessa época observem como que ficaram algumas árvores após o período das cheias ...



13 - Por aqui o Rio encheu bastante ..áreas praticamente inundadas pela grande cheia



14 - Que imagem do grande Rio Madeira




15 - Rio Madeira



16



17 - Uma comunidade do Amazonas pertecente ao Municipio de Urucurituba




18 - Até chegar a Nova Olinda do Norte são praticamente 09 horas de navegação desde Urucurituba



19 - Coloração do Rio Madeira ...muito se assemelha ao Rio Amazonas ..um rio ainda em formação


20



21 - Uma imagem de dentro da Embarcação



22 - O Barco navegava geralmente próximo a margem do Madeira , a pouco mais de 20 metros



23



24



25 - A Floresta inundada



26



27



28



29 -



30 -



31



32 -



33



34



35 Habitação ribeirinha abandonada ..



36



37



38



39 Campos alagados



40 Áreas alagadas e ao fundo temos algumas áreas de Terra firme



41



42



43



44



45 uma comunidade Ribeirinha ,antes de chegar em Nova Olinda do Norte



46 Balsa vindo de Porto -Velho



47




CHEGANDO EM FRENTE AO MUNICIPIO DE NOVA OLINDA DO NORTE ( AM )



48 -



49



50 Nova Olinda do Norte




51 - Sobre Nova Olinda , a cidade que jorrou Petróleo em 1953

No dia 13 de maio de 1955 jorrou petróleo em Nova Olinda. O Governador Plínio Coelho apareceu nas primeiras páginas dos jornais brasileiros com o seu terno de linho branco tingido com o petróleo que jorrou do poço pioneiro 1-NO-1-AM, da PETROBRAS. Nova Olinda ficou conhecida como a cidade do petróleo e chegou a ser visitada por dois Presidentes da República – Café Filho e Juscelino Kubitschek. Outras cinco perfurações foram feitas nas proximidades do poço pioneiro, nos dois anos que se seguiram a essa data histórica. O período de euforia e esperança teve, no entanto, curta duração. O petróleo voltou a jorrar no poço 2-NO-AM , mas a PETROBRAS, acatando argumento do famoso Relatório Link, alegou que o hidrocarboneto da região não tinha valor comercial e determinou o fechamento dos poços.
Em 31.01.1956, deu-se a instalação do município de Nova Olinda do Norte.





52 - Nova Olinda do Norte



53 Eventos

• Festejos de São Sebastião (20 de janeiro)
• Carnavolinda (04 de março)
• Festejos de São José (15 à 19 de março)
• Festival Folclórico – “Festa da Mandioca” (21 à 23 de agosto)
• Festival das Frutas (04 de setembro)
• FESTNON – Festival de Teatro de Nova Olinda do Norte (12 e 13 de setembro)
• FECANON – Evento Musical, Artístico e Cultural (19 à 21 de setembro)
• Festival da Cultura (24 e 25 de outubro)
• Aniversário do Município de Nova Olinda do Norte (19 de dezembro)





54



55Atividades Econômicas

• Setor Primário
- Agricultura: tem sua maior expressão nas culturas temporárias e, dentre estas, a liderança cabe ao cultivo da mandioca vindo a seguir: abacaxi, arroz, cana-de-açúcar, feijão, fumo, juta, malva, melancia, melão e milho. Entre as permanentes merecem registros: abacate, banana, cacau, laranja, limão, manga e tangerina.
- Pecuária: concorre na formação do setor. Os principais rebanhos são representados por bovinos e suínos, cuja a produção de carne e leite além de destinar-se ao consumo local, o excedente é exportado para outros municípios, notadamente Manaus.
- Pesca: praticada em moldes artesanais e dirigida principalmente para o consumo local, sem muita representatividade para a formação econômica do setor.
- Avicultura: atividade cuja maior expressão é a criação de galinhas, desenvolvida em moldes domésticos para o consumo familiar.
- Extrativismo Vegetal: a exploração dos recursos florestais no município é baseada no extrativismo da borracha, do pau-rosa, coleta da castanha, essências oleaginosas (andiroba e copaíba), gomas não elásticas e frutas, que outrora absorvia um considerável contingente de trabalhadores rurais. Tem apresentado um processo de desaceleramento nessa atividade, mormente a borracha, face a política governamental para com a heveicultura nacional.
- Extrativismo Mineral: a par da comprovada existência de petróleo no município, há em Nova Olinda ocorrências mineralógicas, detectadas e catalogadas pelos órgãos oficiais do governo.

• Setor Secundário
- Indústrias: olarias, serrarias, usina de beneficiamento de pau-rosa (essência), padarias e fábrica de móveis.

• Setor Terciário
- Comércio: estabelecimentos.
- Serviço: hotel, supermercado, agências bancárias, restaurante, dentistas e consultório médico.






56



57



58



59 - Artigo
O Melhor Petróleo do Mundo

Por: Jorgemar Monteiro* em: 08 de jeneiro de 2008

Jorrou em Nova Olinda!

Assim noticiavam os periódicos na manhã de 17 de março de 1955, anunciando para todo o Amazonas que tínhamos um petróleo de excelente qualidade. Através dos jornalistas Phelippe Daou e Almir Diniz ambos mantinha a nossa sociedade informada sobre aquele acontecimento que daria um grande salto no crescimento econômico de nossa região. “O jato de ouro negro” atingiu uma altura de 45 metros, espalhando-se sobre uma grande área – dois minutos de intensa vibração, entusiasmo e alegria na madrugada de domingo, 13 de março – O poço produzirá 30 barris horários ou 700 por dia, com probabilidade de aumento expressivo segundo afirmava o diretor das perfurações, engenheiro José Levindo Carneiro.

O governador Plínio Ramos Coelho anunciava da seguinte forma quanto os benefícios regionais que trariam o petróleo de Nova Olinda: “Quanto aos benefícios que adviram para o Amazonas não há o que discutir. A par do aumento duplicado, se não triplicado da cota rodoviária conseqüente do imposto único, o Amazonas poderá inclusive, fazer parte de uma sociedade subsidiária da Petrobrás, isto porque o artigo 40 da Lei nº 2.004, de 30-10-1953, que tivemos a honra de discutir, emendar e aprovar, declara: Ao Estado em cujo território for extraído ou refinado óleo cru, ou explorado gás natural, será assegurado a preferência, com o concurso de seus municípios, para a participação nas sociedades subsidiária destinadas a sua refinação ou distribuição, até o montante de 20% de seu capital. Como consta no Inciso Único – Sempre que o Estado produtor de petróleo ou de gás manifestar o propósito de usar da preferência de que trata este artigo ser-lhe-ão atribuídas ou transferidas pela Petrobrás, nos limites prefixados, as ações que o mesmo se propunha tomar e para cuja a integralização serão previamente estabelecidos os prazos e condições que visão a facilitar a colaboração do Estado, não sacrifiquem, no entanto, os interesses relacionados com a construção e relacionamento com a subsidiária de que o Mesmo deverá participar.

Porém, o que as autoridades políticas, jornalísticas e até a população daquele período não esperava era que o laudo dos técnicos norte-americanos, mostraria que o nosso petróleo não era viável devido não ser de boa qualidade, levando os engenheiros a tapar o poço com toneladas de concreto. No entanto, o que mais tarde seria revelado a toda sociedade amazonense é que o petróleo que jorrou em Nova Olinda era de excelente qualidade e que o laudo dos técnicos norte-americanos, não passou de uma grande mentira.








60 No Porto de Nova Olinda do Norte



61



62



63



64O rio Madeira conforme as características de seus cursos, é um rio novo, ainda em formação, classificado com misto, isto é, rio de planalto e planície. Em seu alto curso é rio de planalto, atravessa a Encosta Setentrional do Planalto Brasileiro formando numerosas corredeiras e cachoeiras em conseqüência do afloramento de rochas cristalinas, das quais destacam-se as cachoeiras de Santo Antônio, Teotônio, Morrinho, Jirau, Caldeirão do Inferno, Misericórdia e Ribeirão. Após percorrer esse trecho de planalto cristalino, penetra na planície Amazônica a 7 Km acima da cidade de Porto Velho, passando a ser o rio de planície francamente navegável até a sua foz na margem direita do rio Amazonas.

Sua largura varia de 440 a 9.900 metros na foz) e profundidade chega a mais de 13 metros, permitindo a navegação de navios de grande calado, inclusive oceânicos, até Porto Velho, no período de sua enchente. Neste período suas águas inundam as florestas adjacentes alagando




65




66
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,916 Posts
Não sabia que vc veio de barco pra PVH, por isso que vc falou do porto no outro thread...

Belas imagens do Estado do Amazonas :D
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Não sabia que vc veio de barco pra PVH, por isso que vc falou do porto no outro thread...

Belas imagens do Estado do Amazonas :D
Tirei mais de 600 Fotos ...irei criar mais thereads relatando essa viagem através de fotos que fiz ...inclusive de Rondônia
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Uma correção ..no tema eu me confundí .. no nome do Municipio .. trata -se é claro de Nova Olinda do Norte e não Borba

Borba so no segundo theread da viagem pelo Madeira ..
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Grande, as fotos 04 e 06 são a mesma foto. Da 28 à 31 também é tudo a mesma foto. E a 13 não tá abrindo (acho que é algum erro no link), arruma aí. :eek:kay:

A paisagem é interessante. Mas deve ser bem cansativa essa viagem, não?
Eu li algumas histórias sobre Nova Olinda do Norte. Dizem que naquele município tem muito petróleo no subsolo, inclusive esse petróleo já teria sido descoberto há décadas, mas vem sendo mantido em sigilo, atendendo a alguns interesses meio obscuros. :sly:

Só senti falta de Humaitá nesse thread, mas acho que ela vai aparecer nos próximos threads, né? :D
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Pensava que vc tinha vindo de avião... e de PVH pro MT, vc foi de ônibus ou avião?
Pois é estou em Pontes e Lacerda e irei até Cuiabá em breve ..
Fui em um ônibus da Eucatur de Porto velho até Lacerda por 16 horas
Muito me impressionei com a incrivel cidade de Porto velho , me chamou muito atenção e achei uma verdadeira cidade organizada e bem estruturada ;Com um clima diferenciado de todo esse trajeto foi VILHENA que tem avenidas e um comércio bem diversificado ...

Rodoviária muito linda , moderno ..PVH precisa melhorar muito para poder superar a de Vilhena ... Ariquemes também tem uma paisagem e uma organização fora de série
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #9 ·
Grande, as fotos 04 e 06 são a mesma foto. Da 28 à 31 também é tudo a mesma foto. E a 13 não tá abrindo (acho que é algum erro no link), arruma aí. :eek:kay:

A paisagem é interessante. Mas deve ser bem cansativa essa viagem, não?
Eu li algumas histórias sobre Nova Olinda do Norte. Dizem que naquele município tem muito petróleo no subsolo, inclusive esse petróleo já teria sido descoberto há décadas, mas vem sendo mantido em sigilo, atendendo a alguns interesses meio obscuros. :sly:

Só senti falta de Humaitá nesse thread, mas acho que ela vai aparecer nos próximos threads, né? :D
Calma ! humaitá deve estar no futuro theread ..são vários que irei fazer
fiz fotos na cidade praticamente , o barco descarregou a carga por 02 horas , tempo suficiente para fazer 25 fotos de Humaitá
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #10 ·
Foi na verdade em 1953 quando jorrou petróleo do subsolo de Nova Olinda do Norte .. é tudo muito obscuro , alguns dizem que é praticamente dos americanos !! e está fechado ..em algum lugar antes de nova olinda , no qual verdadeiramente existe ate uma base militar com acesso restrito ....

Jorrou petróleo em uma profundidade bem baixa ...
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #11 ·
Depois irei reeditar e arrumar o theread , tenho agora outra atribuições aqui em Lacerda
 

·
Where the red mushrooms?
Joined
·
2,730 Posts
Pois é estou em Pontes e Lacerda e irei até Cuiabá em breve ..
Fui em um ônibus da Eucatur de Porto velho até Lacerda por 16 horas
Muito me impressionei com a incrivel cidade de Porto velho , me chamou muito atenção e achei uma verdadeira cidade organizada e bem estruturada ;Com um clima diferenciado de todo esse trajeto foi VILHENA que tem avenidas e um comércio bem diversificado ...

Rodoviária muito linda , moderno ..PVH precisa melhorar muito para poder superar a de Vilhena ... Ariquemes também tem uma paisagem e uma organização fora de série
Linda é a "radoviária" de Arica
.

A prefeitura agora vai ser responsável pela "rado", se Deus quiser vão fazer uma coisa decente...

Tirei mais de 600 Fotos ...irei criar mais thereads relatando essa viagem através de fotos que fiz ...inclusive de Rondônia
Também, 4 dias de viagem... pensando bem, 600... até que foram poucas
.


Belíssimas fotos, gostei muito do thread.
.

Podia ter pego o número do celular do pessoal, para marcar um encontro "the flash". Quem sabe na volta?
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #13 · (Edited)
Linda é a "radoviária" de Arica
.

A prefeitura agora vai ser responsável pela "rado", se Deus quiser vão fazer uma coisa decente...



Também, 4 dias de viagem... pensando bem, 600... até que foram poucas
.


Belíssimas fotos, gostei muito do thread.
.

Podia ter pego o número do celular do pessoal, para marcar um encontro "the flash". Quem sabe na volta?
Retorno em breve para Porto Velho , pelo dia 25 devo estar na cidade
mas fiz algumas dezenas de fotos..
 

·
Da capital do RECÔNCAVO
Joined
·
6,161 Posts
:applause: Boas fotos.

__________________________________________________
.:: Santo Antônio de Jesus :: A capital do Recôncavo ::.
O comércio mais barato da Bahia!
Threads: SAJ 1 - SAJ 2 - SAJ 3

 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #17 ·
Deve ser uma viagem e tanto. Fotos fantásticas do Madeira.
Realmente foi uma viagem e tanto , futuramente pretendo fazer uma viagem por um dos lugares ainda mais remotos da Amazônia que é pelo Rio Purus , até o alto purus e alto juruá ...próximo ao estado do Acre
 

·
Registered
Joined
·
174 Posts
Sensacional. Fiz a viagem até Borba uns 20 anos atrás e tinha uma imensa curiosidade de saber como estaria hoje. Fico aguardando o thread com Borba, que é a cidade que me lembro melhor. Obrigado pelo passeio, show de bola!
 

·
Representante do Amazonas
Joined
·
14,191 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Sensacional. Fiz a viagem até Borba uns 20 anos atrás e tinha uma imensa curiosidade de saber como estaria hoje. Fico aguardando o thread com Borba, que é a cidade que me lembro melhor. Obrigado pelo passeio, show de bola!
Não se preocupe eu irei matar sua curiosidade .. tenhos fotos de borba na parte frontal da cidade , o porto e imagens do Santuário de Santo Antônio de BorBA ..

Fotos de Outras Cidades nessa viagem

Urucurituba
Nova Olinda do Norte
BorBA
Novo Aripuanâ
Manicoré
Humaitá
Porto Velho
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
58,916 Posts
^^ Blz Grande Manaus, além destas cidades, que vc fotografou durante a viagem pelo rio, vc fotografou as de RO e MT durante a viagem de ônibus?
 
1 - 20 of 56 Posts
Top