SkyscraperCity banner

1 - 20 of 88 Posts

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #1 (Edited)
Informações sobre a Universidade:

A Universidade dos Açores, comumente abreviada como UAç, é a única universidade pública da Região Autónoma dos Açores, sediada na cidade de Ponta Delgada. Foi fundada em 9 de janeiro de 1976, dois anos após a Revolução dos Cravos, a qual pôs fim a vários anos de ditadura militar em Portugal, mas antes que a Terceira República Portuguesa fosse institucionalizada, juntamente com o estatuto político-administrativo da Região Autónoma. A Universidade é uma instituição pública dependente do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, tendo sido estabelecida com a finalidade de trazer desenvolvimento e educação superior nos Açores.

Dados estatísticos gerais: (dados de 2009)

Número de alunos: 6195
Número de docentes: 486
Número de funcionários: 234
Número de cursos: 97

Campus existentes na Universidade:

Campus de Ponta Delgada;
Campus de Angra do Heroísmo;
Campus da Horta.

Logotipo da universidade:





Campus de Ponta Delgada (Fotos da autoria de: Facebook Universidade dos Açores)

Mapa do Campus:



Legenda:
1- Jardins Principais;
2-Complexo Científico;
3-Complexo de Auditórios;
4-Reitoria;
5-Complexo Interdepartamental;
6-Serviços de Acção Social/Bar/Cantina/Sala de Convívio e Lazer;
7-Biblioteca Central;
8-Escola Superior de Enfermagem de Ponta Delgada;
9-Parque de Estacionamento Exterior (O interior fica na base do Complexo Cientifico);
10-Departamento de Matemática;
11-Departamento Desportivo (Pavilhão);
12-Campo Desportivo Exterior.




Entrada:










Complexo Cientifico:




















Complexo Interdepartamental:











Departamento de Matemática:










Complexo de Auditórios:











Biblioteca Central do Campus:


















Reitoria:






Amanhã posto aqui imagens do Campus de Angra do Heroísmo que também é bem interessante :cheers:
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #3
Sim, nisso tenho de concordar, nunca lá entrei, mas a Universidade da Madeira à primeira vista parece ser pequena, mas posso estar enganado.

Seja como for é normal que a Universidade dos Açores seja maior, pois tem o dobro dos alunos, muitos mais professores e funcionários que a Universidade da Madeira, logo daí haver a necessidade de haver várias "cidades" universitárias nos Açores :yes:
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #4
Campus de Angra do Heroísmo (Fotos da autoria de: Facebook Universidade dos Açores)

Neste momento o Campus de Angra do Heroísmo ainda não se encontra concluído, faltando apenas a conclusão da nova Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo (a actual está num edifício bastante antigo) e ainda falta também concluir um outro edifício pedagógico e alguns arruamentos do Campus.

Aqui ficam as fotos de um dos Campus Universitários mais modernos de Portugal:

Edifício Interdepartamental:





Uma das Salas do Departamento de Informática:



Laboratórios:



Um dos Gabinetes do Piso Administrativo:



Um dos Gabinetes destinados aos Docentes:



Sala de Reuniões:







Edifício de Acção Social/Bar/Cantina:







Bar:





Cantina:






Edifício Pedagógico 1:







Interior:





Auditório do Edifício Pedagógico 1:



Umas das salas do Edifício Pedagógico 1:







Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo (Vai ser em breve substituída por um edifício novo já em construção)

 

·
Blackbird
Joined
·
10,972 Posts
Sim, nisso tenho de concordar, nunca lá entrei, mas a Universidade da Madeira à primeira vista parece ser pequena, mas posso estar enganado.
Não é isso: é o aspecto. Mas as instalações também parecem ser melhores. Aquela biblioteca é só um dos pormenores...
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #6
Pois talvez, as instalações da Universidade dos Açores foram todas construídas de raiz para substituir os edifícios velhos (a biblioteca antes ficava num edifício antigo que foi demolido), assim como o novo Campus de Angra do Heroísmo que também foi construído de raiz para substituir um velho, e como é um dos Campus com as instalações mais novas do país também é normal que tenha mais condições :yes:
 

·
Blackbird
Joined
·
10,972 Posts
Pois talvez, as instalações da Universidade dos Açores foram todas construídas de raiz para substituir os edifícios velhos (a biblioteca antes ficava num edifício antigo que foi demolido), assim como o novo Campus de Angra do Heroísmo que também foi construído de raiz para substituir um velho, e como é um dos Campus com as instalações mais novas do país também é normal que tenha mais condições :yes:
No caso da Universidade da Madeira, o Campus da Penteada deve ter uns.... bom, à volta de 15 anos.... depois há o Campus do Castanheiro que deve ter séculos. Mas é como digo, a vossa Universidade tem mais feeling de universidade.
 

·
Αλέξανδρ&#
Joined
·
52,566 Posts
o campus de Angra está um mimo :yes: em geral está excelente...
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #11
Campus da Cidade da Horta (Faial) (Fotos: Facebook Universidade dos Açores)

É neste Campus que funciona o DOP (Departamento de Oceanografia e Pescas), responsável por muitas investigações sobre a vida marinha dos mares açorianos e também é responsável por uma pequena empresa de Whale e Shark Watching que opera na cidade da Horta.

O edifício foi reabilitado recentemente pelo Governo Regional, pois o Campus antes funcionava em edifícios com condições degradantes junto à zona de Porto Pim...









Assim que conseguir fotos do interior do Campus, posto aqui.
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #12
Universidade dos Açores com novos cursos e com nova estratégia no 36º aniversário (Açoriano Oriental)


A Universidade dos Açores, que comemora o 36.º aniversário hoje, vai criar no próximo ano lectivo quatro novos cursos, mas a grande “mexida” na oferta lectiva só ocorrerá a partir de 2013/2014.

O reitor da universidade, Jorge Medeiros, disse à Lusa que é necessário no curto prazo garantir o cumprimento do que “já estava programado”, mas assegurou que os principais projectos desenhados para promover a mudança já estão definidos, no quadro de um novo plano estratégico.

As novidades para o ano lectivo 2012/2013 serão a licenciatura em Protecção Civil e Gestão de Riscos, os mestrados em Geologia do Ambiente e Sociedade e Gestão de Turismo Internacional e o doutoramento em Biologia.

O novo plano estratégico, segundo o reitor, projecta a reorganização da universidade, a melhoria da oferta lectiva, adaptando-a às necessidades da região, a promoção da investigação, a prestação de serviços a entidades externas, a internacionalização e a diversificação do financiamento, com recurso, por exemplo, a patrocínios.

"Queremos uma instituição que se envolva e que inter-actue muito mais com a sociedade”, frisou Jorge Medeiros, que pretende que a Universidade dos Açores seja “uma referência”, pelo que está prevista uma adaptação dos cursos de mestrado e doutoramento à investigação desenvolvida pela academia e às necessidades regionais.

A reestruturação da oferta de formação contínua, a criação de uma unidade que potencie a inter-ligação com as empresas e outra de estudos virtuais para apoio ao ensino à distância são outras novidades para o médio prazo na Universidade dos Açores, actualmente frequentada por cerca de 4500 alunos.

O reitor apontou ainda como metas a certificação da qualidade, a criação de uma estrutura para promover a inserção profissional dos alunos que acabam os estudos e o reforço do ensino politécnico, que pode passar pelo lançamento de uma Escola Superior de Tecnologia e Administração.

No que se refere à internacionalização da academia, o reitor apontou o estabelecimento de parcerias com instituições dos EUA, Canadá, Angola, Cabo Verde, Brasil e Canárias.

“A Universidade dos Açores pode servir como ponte entre o que é desenvolvido na Europa e o que é desenvolvido na América”, frisou, acrescentando que se pode perspectivar o desenvolvimento de cursos em comum e a mobilidade de estudantes e professores.

Jorge Medeiros salientou ainda que os problemas financeiros associados ao corte de 8,5 por cento nas dotações do ensino superior impostas pelo OE2012 representam uma quebra de receitas de 1,2 milhões de euros, salientando que os vários departamentos já apresentaram soluções para redução de encargos, acrescentando que estão também a ser tomadas medidas para reduzir despesas como o consumo energético ou a aquisição de serviços a terceiros.

“Numa universidade insular como a nossa, tripartida e com um reduzido número de estudantes, esse corte é muito mais significativo do que para instituições grandes e situadas em grandes cidades do país”, frisou, admitindo que, caso se prolonguem, as restrições financeiras podem comprometer o projecto de reestruturação e internacionalização.
 

·
Idiota Psicadélico
Joined
·
438 Posts
Muito bom! Fiquei com vontade de estudar nos Açores. :cheers:
 

·
Banned
Joined
·
5,203 Posts
Tem mais aspecto de universidade que a congénere da Madeira.
Apesar de haver bastantes ilhéus :)D) dos dois lados em Coimbra vejo mais madeirenses por cá do que açoreanos, não sei se será por isso..


Belos campus :yes: Mas das novas univ que se fizeram ainda prefiro o campus de Aveiro :)
 

·
Blackbird
Joined
·
10,972 Posts
Apesar de haver bastantes ilhéus :)D) dos dois lados em Coimbra vejo mais madeirenses por cá do que açoreanos, não sei se será por isso..
Não creio que seja pelo feeling da universidade.

Se a UMa não tem o curso que queres, tens de sair.
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #16 (Edited)
Apesar de haver bastantes ilhéus :)D) dos dois lados em Coimbra vejo mais madeirenses por cá do que açoreanos, não sei se será por isso..
Tal como vejo na Universidade dos Açores pessoal de todas as zonas do Continente (Coimbra incluída) e Madeira (principalmente em Enfermagem). Isto não depende só da 'felling' da Universidade, depende mais da média e da oferta de cursos e das vagas disponíveis.

Dou o exemplo do curso de medicina administrado cá em Ponta Delgada (preparatórios), que é ocupado 95% por alunos de Portugal Continental. Porque é que vêm para a Universidade dos Açores podendo ficar numa do Continente? Porque a média é mais baixa e o curso de medicina nos Açores é passe directo para Coimbra (após os preparatórios).

E depois a maioria dos estudantes açorianos opta pela universidade dos Açores (cerca de 70 a 80% dos que concorrem ao ES ficam na região) pela proximidade, no caso dos de S. Miguel, ou pelo facto da oferta de cursos ser boa, mas também vão muitos para o Continente.

Claro que o ambiente ou 'felling' da Universidade importa (e por acaso a UAc tem um ambiente universitário excelente), mas não é determinante.
 

·
Banned
Joined
·
5,203 Posts
Sim há muita gente cá de Coimbra que vai pra outras universidades simplesmente pelo facto das médias serem mais baixas. A minha namorada foi para a Covilhã exactamente por isso. :)
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #18
Semana Académica assinala bodas de prata (Açoriano Oriental)

Foto: Pavilhão do Mar é mais uma vez escolhido para acolher a Semana Académica da UAc.


A XXV Semana Académica da Universidade dos Açores, que decorre de 20 a 28 de abril no Pavilhão do Mar, em Ponta Delgada, conta com um "cartaz forte" para assinalar as bodas de prata, que inclui Quim Barreiros, Mind da Gap, X-Wife, Underskirt, Lado Lunar, Dazkarieh, Pontos Negros, Frankie Chavez, Kussondulola e Lulumonde, além de várias bandas regionais.

"É um cartaz forte, mas está dentro do orçamento", afirmou Mariana Botelho, vice-presidente da Associação Académica da Universidade dos Açores, na apresentação do programa.

A semana académica arranca a 20 de abril com o Baile de Gala e inclui, como habitualmente, a Missa da Bênção das Pastas, a Serenata Monumental, o Sarau Académico e o desfile académico pelas ruas da cidade.

Relativamente aos espetáculos musicais, estão previstas atuações de Quim Barreiros, Mind da Gap, X-Wife, Underskirt, Lado Lunar, Dazkarieh, Pontos Negros, Frankie Chavez, Kussondulola e Lulumonde, além de várias bandas regionais, terminando as noites com a atuação de DJ's no Pavilhão do Mar.

Mariana Botelho salientou que o bilhete semanal para estudantes universitários custa 22 euros, enquanto os não universitários terão que pagar 26 euros, acrescentando que "este ano foi introduzida uma novidade", que é o bilhete de 20 euros destinado a alunos finalistas que estejam inscritos na Bênção das Pastas.

Na apresentação do programa da Semana Académica, Bruno Pacheco, diretor regional da Juventude, destacou a importância de uma iniciativa que "dá à cidade e aos Açores algo de diferente", frisando ainda que este tipo de eventos mostra "a capacidade de liderança dos jovens".
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #19
Universidade dos Açores assinala hoje 37.º aniversário (Açoriano Oriental)



A Universidade dos Açores comemora esta quarta-feira o seu 37.º aniversário com um conjunto de iniciativas que decorrem no campus de Ponta Delgada.

O dia da Universidade é celebrado com uma Sessão Solene às 15h30, na Aula Magna do campus de Ponta Delgada, presidida pelo reitor, Jorge Medeiros.

A Oração de Sapiência, sobre o tema Perspeticas para o Desenvolvimento das Ciências Marinhas nos Açores, está a cargo de Helder Guerreiro Marques da Silva, investigador do Departamento de Oceanografia e Pescas.

A cerimónia, que conta com atuações do Conservatório Regional de Ponta Delgada e das Tunas Académicas da Universidade dos Açores, está aberta a todos os interessados.
 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,168 Posts
Discussion Starter #20
Investigação da Universidade dos Açores bem sucedida internacionalmente, mesmo sem financiamento (RTP/Açores)



O campus de Angra da Universidade dos Açores é o que mais artigos científicos publica internacionalmente, revelam as bases de dados especializadas Web of Science e Web of Knowledge.

O Grupo da Biodiversidade dos Açores (CITA-A), que funciona em Angra do Heroísmo, foi o mais produtivo da academia açoriana, seguindo-se o IMAR, do Departamento de Oceanografia e Pescas, da Horta.

Ano marcado pela crise, e pela crescente falta de financiamento - acentuando-se o uso em despesas correntes de verbas destinadas à investigação - 2012 foi um dos mais produtivos na Universidade dos Açores em termos de investigação.
 
1 - 20 of 88 Posts
Top