SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 11 of 11 Posts

·
Registered
Joined
·
18,986 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Usina de Estreito deve gerar energia 2 anos antes enviar imprimir


SÃO LUÍS - O presidente do Consórcio Estreito Energia (Ceste) vai antecipar em dois anos o início das operações da maior hidrelétrica em construção no País, com potência de 1.087 megawatts (MW). Segundo o presidente da companhia, José Renato Ponte, a primeira turbina da usina de Estreito começa a gerar energia em setembro de 2010. O cronograma anterior previa início das operações em setembro de 2012. Segundo a empresa, as obras estão andando mais rápido do que o previsto.

O empreendimento, de R$ 3,6 bilhões, está localizado no rio Tocantins, divisa entre os municípios de Estreito (MA), Palmeiras dos Tocantins e Aguiarnópolis no Tocantins, pouco mais de 600 quilômetros ao sul de São Luis. O consórcio responsável pela obra é liderado pela belga Suez Energy International e tem participação da Vale, da Alcoa e da Camargo Corrêa Energia.

A Suez vendeu sua parcela na energia gerada, em torno dos 40%, no último leilão de energia nova do governo, para entrega a partir de 2012. Ponte não soube informar o que a companhia deve fazer com a energia gerada entre 2010 e o início da vigência do contrato já assinado. As outras sócias são grandes consumidoras de energia e devem usá-la para suprir suas próprias necessidades.

Segundo o cronograma original, estabelecido à época do leilão da usina, em 2002, Estreito deveria entrar em operação em meados de 2008. Os prazos, porém, foram revistos devido às dificuldades na obtenção de licença ambiental. Ponte disse que o processo de licenciamento durou cinco anos, entre idas e vindas nas relações com o Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e com a Fundação Nacional do Índio (Funai).
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
E o que a CVRD e ALCOA dão para o Maranhão?!
Bananas e conversa para boi dormir.
Ainda hão de ter suas operações controladas por empresas sediadas nos estado.
 

·
Registered
Joined
·
1,335 Posts
O Trio parada dura: Evo Morales, Hugo Chavez e Kaike :lol: 

E o que a CVRD e ALCOA dão para o Maranhão?!
Bananas e conversa para boi dormir.
Ainda hão de ter suas operações controladas por empresas sediadas nos estado.
UI! Falou Evo Kaike Morales :lol::lol::lol::lol::lol:

Uma amostra do que a Alumar e a Vale fazem pelo Maranhao, alem eh claro dos impostos, infrestrutura e empregos que geram:

Parque botânico de São Luis

A capital do Maranhão, São Luís, vai ganhar um importante espaço difusor de conhecimento ambiental. Lançado em 07 de dezembro de 2005, na sede da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), o projeto do Parque Botânico de São Luís, uma área verde com mais de 1.000.000 m² completamente voltada para a integração do homem com o meio ambiente, com atividades de lazer, cultura, pesquisa e educação ambiental, destinado também à preservação de buritizeiros, juçareiras, babaçuais e outras espécies típicas da floresta tropical maranhense.

Localizado na região do Itaqui-Bacanga, no interior do Complexo Industrial do Terminal Portuário de Ponta da Madeira, em São Luís, o Parque fará a reprodução e a disseminação de mudas das espécies maranhenses, bem como promoverá práticas de conservação e recuperação dos ecossistemas locais.

O espaço, disponibilizado pela CVRD aos habitantes da ilha de São Luís, tem como proposta oferecer, além da área verde, conforto e entretenimento tanto aos visitantes e moradores vizinhos, quanto para toda a população da capital que for conhecer o lugar.

O Parque Botânico de São Luís, também desempenhará papel relevante no resgate e uso da biodiversidade envolvendo as espécies da flora maranhense. Nesse sentido, haverá no local um Viveiro de Mudas, onde o principal foco será a reprodução das espécies ocorrentes no estado, o que vai permitir inclusive que programas de arborização urbana tenham como usar tais recursos.

As edificações erguidas no local vão respeitar as características climáticas da ilha, bem como a vegetação. As construções serão em formato de bangalôs – pequenas casas rústicas em estilo camponês e feitas de madeira de reflorestamento. Todos os outros equipamentos de recreação e placas de sinalização, internas e externas ao parque, também seguirão o mesmo padrão.

O Parque irá oferecer ainda aos visitantes, uma estrutura que compreenderá dois módulos temáticos, auditório para 150 pessoas, salas de aula, anfiteatro, praça infantil, lanchonete, banheiros e estacionamento.

Imagens











 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
UI! Falou Evo Kaike Morales :lol::lol::lol::lol::lol:

Uma amostra do que a Alumar e a Vale fazem pelo Maranhao, alem eh claro dos impostos, infrestrutura e empregos que geram:
Que impostos?!
Ambas gozam de amplas insenções fiscais.
Um jardim, lindo de fato. Mas e as lagoas de estabilização da Alumar com seus rezíduos cancerígenos? É o mínimo que empresa deveria fazer.

E quanto a CVRD inutiliza uma área enorme da ilha com seu pátio de manobras e as pilhas imensas de minério de ferro.

É certo que ambas, provavelmente, são as maiores contribuintes isoladas de impostos para o estado, mas impostos esses que nada significam diante do faturamento das unidades de cada uma no mesmo. No fim das contas usam o potencial do estado, drenam a riqueza mineral do Pará e a volta um rastro de miséria.

Se fossem privadas, mas sediadas no estado, com o capital sendo revertido em investimentos no Maranhão. Mas estão longe de fazer isso.
Até mesmo os funcionários mais graduados são "importados" de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. E não venham dizer do contrário, pois os condomínios criados por São Luís falam por si.

Entendam, não sou contra as atividades de ambas, só acho que pouco contribuem para o desenvolvimento social e econômico. Sempre a qualquer momentos poderão mudar essa situação, basta o Estado e os investidores delas quererem.
 

·
Registered
Joined
·
1,335 Posts
^^^^^ !Si companero! Queremos parceros pero no patrones! Adelante con la Revolucion Bolivariana! :lol:

!Fuera con los que llevan nusetras riquezas! !Fuera los imperialistas brasilenos! :lol:
 

·
Registered
Joined
·
287 Posts
Kaique

Essa situação, parte da empresa na verdade não confiar no povo daqui. E isso ao meu ver é errado, um exemplo é a minha empresa! chegamos aqui e com certeza ninguém aqui sabe trabalhar com o que agente faz (automação de sistemas elétrico), só que queremos montar uma filial aqui, se não nivelarmos o profissional daqui nunca teremos alguém pronto para administrar e fazer o negócio acontecer. E uma pessoa local tem uma vantagem. Ela nunca vai querer ir embora.

Porém essas empresas não pensam assim! Eles não nivelam a informação preferindo fazer o rodizio de funcionários de fora, que naum tem um vínculo com a cidade, e com isso as ações para o benefício do local são aquelas para sair na foto do jornal.

Fábio
 

·
Genius Rayearth
Joined
·
1,000 Posts
Kaique

Essa situação, parte da empresa na verdade não confiar no povo daqui. E isso ao meu ver é errado, um exemplo é a minha empresa! chegamos aqui e com certeza ninguém aqui sabe trabalhar com o que agente faz (automação de sistemas elétrico), só que queremos montar uma filial aqui, se não nivelarmos o profissional daqui nunca teremos alguém pronto para administrar e fazer o negócio acontecer. E uma pessoa local tem uma vantagem. Ela nunca vai querer ir embora.

Porém essas empresas não pensam assim! Eles não nivelam a informação preferindo fazer o rodizio de funcionários de fora, que naum tem um vínculo com a cidade, e com isso as ações para o benefício do local são aquelas para sair na foto do jornal.

Fábio
Falou tudo, eu trabalho viajando, mas minha empreza sempre contrata pessoas da região, que são treinadas, as unicas pessoas que viajam são os chefes e veteranos, que são responsáveis pela qualificação dos nativos...
Isso se chama dar oportunidade, coisa que eles(Vale, etc...) não tão fazendo(ou pouco tão fazendo) por ai...Nosso trabalho é temporário, mas nesse pouco tempo, distribuimos renda e ainda deixamos os nativos com alguma qualificação.Além de que, gastamos parte de nossos sálarios na região em que estamos(Óbvio).

PS: A empresa que trabalho tem sede em Curitiba-PR, mas tem funcionários de quase todos os estados do Brasil.
 

·
MA meu tesouro,meu torrão
Joined
·
4,445 Posts
O MA precisa de energia para sustentar todos os empreendimentos que estão querendo se instalar no estado. Tudo tem seu preço.
 
1 - 11 of 11 Posts
Status
Not open for further replies.
Top