SkyscraperCity banner

1 - 9 of 9 Posts

·
Home, sweet home
Joined
·
10,754 Posts
Discussion Starter #1
Da curta viagem que acabo de fazer pela Beira Alta descobri lugares mágicos e inesquecíveis. Uma combinação perfeita entre a natureza e os velhos edifícios graníticos, que parecem emergir do solo.

Terceira parte da viagem - Vila de Almeida.




Almeida é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito da Guarda, região Centro e subregião da Beira Interior Norte, com cerca de 1 500 habitantes.

É sede de um município com 520,55 km² de área e 7 402 habitantes (2006), subdividido em 29 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Figueira de Castelo Rodrigo, a leste pela Espanha, a sul pelo Sabugal e a oeste pela Guarda e por Pinhel.

O território do Concelho de Almeida apresenta vestígios de presença humana desde o paleolítico, estando detectados alguns núcleos castrejos da Idade do Bronze e do Ferro, bem como informação clara sobre a presença romana.
Mas é no período medieval, com especial destaque para a época da formação da nacionalidade, que se estrutura a linha evolutiva caracterizadora do território em causa. Devendo-se esta evolução a dois factores fundamentais: a sua localização no limite fronteiriço do território português e a criação dos concelhos, como forma de garantir o povoamento da fronteira.
O Rio Côa constituiu durante um largo período temporal o limite dessa mesma fronteira entre o Reino de Leão e o território português, até que em 1297, com a assinatura do tratado de Alcanices durante o reinado de D. Dinis, se integram definitivamente os territórios a Este do Rio Côa em Portugal. Este avanço da linha de fronteira, vai condicionar o desenvolvimento futuro do território em causa, ganhando Almeida e castelo Bom, uma importância estratégica predominante em detrimento de Castelo Mendo situado na margem esquerda do rio Côa.



Imagem de satélite da vila de Almeida




Imagem de satélite do Centro Histórico de Almeida




Vindos de Pinhel, chegámos ao Município de Almeida. Fomos prendados com umas fantásticas paisagens.

01.


02.


03.


04.



À entrada da vila, parece que recuámos no tempo. Imagens das Portas de São Francisco.

05.


06.


07.



As muralhas são imponentes!

08.


09.


10.


11.


12.


13.



Deixámos as muralhas e dirigimo-nos para o interior do aglomerado.

14.


15.



Almeida é uma vila muito florida!

16.



Um exemplo de boa integração de um edifício moderno no centro histórico.

17.



Continuámos o nosso percurso pelo interior da vila e fizemos uma pequena pausa no jardim da Câmara Municipal.

18.


19.


20.



Mais uma rua florida! :)

21.


22.



E chegámos ao lado oposto da muralha, junto das Portas de Santo António e do Castelo. Deste não vos trago fotos pois foi completamente arrasado pelas invaões francesas.

23.


24.


25.


26.


27.



Regressámos ao interior do aglomerado, caminhando agora para Norte pela Rua dos Combatentes Mortos pela Pátria.

28.


29.


30.



E lá está a muralha novamente! Baluarte de Santa Margarida e Praça Alta.

31.


32.


33.



Voltámos para Sul.

34.


35.


36.


37.


38.



E lá está um belíssimo edifício, Casa do Brigadeiro Vicente Delgado Freire.

39.



Novamente a muralha, Baluarte de São João de Deus.

40.


41.


42.



O belíssimo jardim do Convento de Nossa Senhora do Loreto.

43.


44.


45.


46.


47.



Junto da entrada da vila, ergue-se a Igreja da Misericórdia e o Quartel das Esquadras.

48.


49.


50.


51.



E para finalizar, mais umas ruas típicas de Almeida.

52.


53.


54.



E deixámos a denominada por Estrela do Interior, rumo a outro destino, algures na Beira.

Até Breve! :)
 

·
Banned
Joined
·
9,176 Posts
Dessa gostei pouco, ao contrário dos outros lugares de Portugal, acho antigo demais, falta aquela pitada de modernidade e progresso. Entendo que seja um lugar para se preservar a história, mas falta cor, vida....sei lá, falta um algo mais.
 

·
Home, sweet home
Joined
·
10,754 Posts
Discussion Starter #4
Dessa gostei pouco, ao contrário dos outros lugares de Portugal, acho antigo demais, falta aquela pitada de modernidade e progresso. Entendo que seja um lugar para se preservar a história, mas falta cor, vida....sei lá, falta um algo mais.
A parte moderna de Almeida está no exterior das muralhas, mas eu nao fotografei...
 

·
ARQmaureenbrasil
Joined
·
1 Posts
Eu adorei

Prezado Miguel
Fazia algum tempo eu procurava fotografias da Vila de Almeida
exatamenta da maneira que você a fotografou. Está muito bonito o seu trabalho. Ocorre que meu avô nasceu nesta cidade e somente agora descobrimos este fato e ainda não tive tempo de visitá-la em pessoa.
Obrigada e solicito a você a autorização para copiá-las e distribuí-las para
meus familiares.
Obrigada, Maureen
 

·
Home, sweet home
Joined
·
10,754 Posts
Discussion Starter #8
Prezado Miguel
Fazia algum tempo eu procurava fotografias da Vila de Almeida
exatamenta da maneira que você a fotografou. Está muito bonito o seu trabalho. Ocorre que meu avô nasceu nesta cidade e somente agora descobrimos este fato e ainda não tive tempo de visitá-la em pessoa.
Obrigada e solicito a você a autorização para copiá-las e distribuí-las para
meus familiares.
Obrigada, Maureen
Obrigado. :)
Tenho muito gosto em oferecer estas fotos. Pode ficar com elas, obviamente.
Já agora, vou acrescenter mais umas fotos, do ano de 2010.
(as fotos anteriores são do ano de 2009)
:)



Almeida é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito da Guarda, região Centro e subregião da Beira Interior Norte, com cerca de 1 400 habitantes.

É sede de um município com 520,55 km² de área e 7 402 habitantes (2006), subdividido em 29 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Figueira de Castelo Rodrigo, a leste pela Espanha, a sul pelo Sabugal e a oeste pela Guarda e por Pinhel

Almeida terá tido origem na migração dos habitantes de um castro lusitano, localizado no Norte do Lugar de Enxido de Sarça, ocupado em 61 A.C. pelos Romanos, e depois pelos povos bárbaros.
Dada a sua situação em planalto, os Árabes chamaram-ma Al-Mêda (a Mesa), Talmeyda ou Almeydan, tendo construído um pequenos castelo (séc. VIII-IX).

No período da Reconquista, os Cristãos tomaram-na definitivamente em 1190 e foi sucessivamente disputada a leão, passando à posse portuguesa com o Tratado de Alcanizes em 1297.

Recebeu foral de D. Dinis (1296), que construíu o Castelo, e foral novo de D. Manuel (1510). Junto ao Castelo de planta rectangular e quatro torres circulares, cresceu o núcleo mdieval limitado pelas muralhas, cujo vestígio se vê na Porta do Sol, traçado que a Rua dos Combatentes acompanha e define o velho burgo. No Castelo havia a primitiva Igreja Matriz.

A importância desta praça defensiva levou à expansão urbana e institucional sendo dignos de nota os edifícios do Antigo Quartel de Artilharia, Vedoria, tribunal, bem como a Igreja e Hospital da Misericórdia.

A sua qualidade de praça-forte marcou também o próprio urbanismo, com quarteirões destinados a alojar militares. De realçar o Quartel das Esquadras e a célebre Casa da Roda.

A Praça Forte de Almeida (séc. XVII/XVIII), perfeito exemplar da arquitectura militar barroca, é uma fortaleza abaluarda com traçado hexagonal em estrela, ao estilo do engenheiro francês Antoine Deville. O acesso faz-se pelas portas duplas em túnel abobadado. Dispõe de 6 baluartes, com as suas casamatas, galerias subterrâneas onde a população de recolhia em caso de perigo.

Durante a Guerra dos 7 Anos (1756-1763) Almeida voltou à posse de Espanha, tendo retomado ao domínio português em 1763.



PLANTA DE ALMEIDA





FOTOGRAFIAS DE ALMEIDA


Portas Duplas de São Francisco ou da Cruz.

01.


02.



Praça da República.

03.


04.



Igreja e Hospital da Misericórdia.

05.


06.


07.



Tribunal da Comarca de Almeida.

08.



Câmara Municipal de Almeida.

09.


10.


11.


12.


13.



Portas Duplas de Santo António.

14.


15.


16.



Rua do Sabugueiro

17.



Praça Doutor Casimiro Matias

18.


19.


20.


21.


22.


23.



Quartel das Esquadras

24.


25.


26.



Jardim Público de Almeida.

27.


28.


29.
 
1 - 9 of 9 Posts
Top