Skyscraper City Forum banner
1 - 14 of 14 Posts

·
Land of the 1st flight
Joined
·
4,602 Posts
Discussion Starter · #1 ·
02/02/2014 08:30

Gazeta de Taubaté| Gazeta de Taubaté

Governo quer VLT nas ruas da cidade

O prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), afirmou que estuda a implementação de um VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), como opção para tentar desafogar o trânsito — um dos principais gargalos da cidade. Na última semana, Ortiz afirmou que, dentro de seu projeto de mobilidade urbana, projeta um pacote com diversas intervenções viárias e melhorias em ciclovias e transporte público.

Entre esses benefícios, estaria a implantação do monotrilho do VLT. A verba para o projeto viria do governo federal, de programas como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), e seria algo em torno de R$ 38 milhões para todo o plano de mobilidade urbana. Ortiz garantiu que é um projeto a médio-prazo, e que ainda é cedo para definir se o VLT será implantado.

"Vamos apresentar no começo de fevereiro uma carta consulta ao BID para contratar esses projetos e a execução das obras para fazer esse pacote de intervenções viárias. Se nós obtivermos esse recurso do BID, mais o recurso do PAC e mais o recurso que já recebemos do PAC, de R$ 3,5 milhões para sinais sonoros e requalificações de algumas vias”, disse o prefeito.

"O plano de mobilidade urbana [está incluso], que vamos licitar esse ano, que contemple ciclovia, transporte público individual, coletivo, e inicia os estudos para ter um monotrilho na cidade, um VLT. Acho que esse estudo é mais a médio-prazo, mas de qualquer modo o sistema de mobilidade urbana mais racional, como o que implantamos na Independência, é o que a gente pretende”, completou.

Modelo/ Em São José dos Campos, foi estudado um projeto para a implantação do VLT na gestão do então prefeito Eduardo Cury (PSDB). No fim do ano passado, após diversas discussões sobre o tema, o atual chefe do Executivo joseense, Carlinhos de Almeida (PT), abandonou o projeto.

Nove meses após ter anunciado a obtenção de R$ 800 milhões do governo Federal para a implantação do VLT, Carlinhos informou em novembro que desistiu do projeto para a implantação de um sistema BRT (ônibus de trânsito rápido) em São José.

Prefeitura não dá mais detalhes sobre o trem

A Gazeta de Taubaté tentou, desde a última segunda-feira, entrar em contato com a prefeitura para questionar a liberação da verba da União e também mais detalhes do projeto para a implantação do VLT em Taubaté. O governo Ortiz, no entanto, não respondeu nenhuma das solicitações feitas.

http://www.antp.org.br/website/noticias/show.asp?npgCode=714A0A9B-6759-4BDD-B836-CCAC5439782B]
 

·
Land of the 1st flight
Joined
·
4,602 Posts
Discussion Starter · #2 ·
Ortiz cria Secretaria de Mobilidade Urbana e projeta VLT em Taubaté


Ortiz JuniorTransporte e mobilidade urbana é o gargalo dos grandes municípios e tem sido motivo de debates para orientar os gestores públicos. Em Taubaté, esse é um dos muitos desafios do prefeito Ortiz Junior (PSDB) que administra uma cidade onde mais de 120 mil veículos regularizados trafegam por suas ruas e avenidas.


Com um traçado antigo de ruas apertadas e estreitas calçadas, Taubaté se desenvolveu mais rápididamente do que previram seus antigos administradores. Resultado: o município não tem um anel viário para retirar o fluxo mais pesado das áreas de grande concentração, o que gera morosidade no tráfego, principalmente em horários de pico.


Na região central, o prefeito visa criar desafogo para o trânsito e prepara ações. “Nós fizemos alguns projetos para implementar o sistema viário novo, que são a Perimetral Sul e a Perimetral Norte, mais 50 intervenções viárias… 50 aberturas de novas avenidas ou trechos de interligação de avenidas, então, a gente tem um pacote de intervenções viárias pronto. Uma parte foi aprovada pelo PAC. Serão R$ 38 milhões mais uma contrapartida da Prefeitura. “, disse Ortiz Junior, que busca agora recursos junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para obter financiamento para as obras mais significativas.

Mobilidade Urbana e VLT

A Prefeitura de Taubaté criou recentemente a Secretaria de Mobilidade Urbana e agora deve dar início a um Plano de Mobilidade Urbana. “Primeiro passo era criar a secretaria de Mobilidade Urbana, que vai preparar um plano integrado de mobilidade que contemple ciclovia, a utilização do transporte público coletivo, transporte individual de passageiros (motocicleta e veículo automotor), e possivelmente inicie os estudos para um monotrilho na cidade, um VLT. Acho que esse estudo é mais a médio prazo, mas de qualquer modo é um sistema de mobilidade urbana mais inteligente, mais racional como foi aquilo que a gente implementou no sistema viário da Independência…”, concluiu Ortiz Junior.

http://blog.agoravale.com.br/taubate-cria-secretaria-de-mobilidade-urbana-e-projeta-vlt-4184/
 

·
Land of the 1st flight
Joined
·
4,602 Posts
Discussion Starter · #3 ·
Taubaté pode implantar sistema de VLT para melhorar transporte

Taubaté, 04 de Fevereiro de 2014 às 17h30. Atualizado em 04 de Fevereiro de 2014 às 18h00.

Beatriz Scotti

Taubaté pode ter o sistema de transporte VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) como parte do programa de mobilidade urbana. A informação veio do prefeito Ortiz Júnior (PSDB) que informou que o governo estuda a implantação do sistema.

Ainda segundo o prefeito, a verba viria do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Ortiz Júnior acredita que pode conseguir R$ 38 milhões para melhorar o trânsito da cidade, inclusive com a implantação do VLT.



Modelo de VLT exposto em Brasília

Mario Roberto Duran Ortiz


A vizinha São José dos Campos também estudava implantar o sistema de VLT, porém, mesmo com uma verba de R$ 800 milhões não seria possível atender a toda a cidade, por isso foi substituído pelo BRT (Ônibus de Transporte Rápido).

Questionada a respeito da possibilidade de implantação do VLT em Taubaté, a Secretaria Municipal de Trânsito disse que o projeto "é um estudo embrionário que está inserido no projeto do sistema viário, e que se trata de um grande programa de mobilidade urbana". Informou também que, quando for concluído, será apresentado à população com todos os detalhes esclarecidos.

Além disso, a administração municipal ainda não tem o valor exato que será repassado à cidade pelo governo federal. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, os projetos ainda precisam passar pela aprovação dos programas federais para depois serem definidos os valores que a cidade vai receber. Também será verificadoo que será possível fazer com a verba.

http://www.meon.com.br/noticias/reg...antar-sistema-de-vlt-para-melhorar-transporte
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
Alstom Transport irá inaugurar uma nova linha de produção de VLTs no Brasil

26/05/2014

A Alstom Transport vai inaugurar uma nova linha de produção dedicada a VLTs em Taubaté, em São Paulo, que entrará em operação no início de 2015. Baseada na atual unidade de geração de energia hidrelétrica do grupo em Taubaté, a nova linha de fabricação atenderá aos mercados brasileiro e latino-americano, onde os projetos estão a todo vapor. A linha, que representa um investimento de cerca de 15 milhões de euros, irá cobrir uma área de 16.000m².

Os primeiros VLTs que deverão ser produzidos em Taubaté são aqueles encomendados[1] em setembro de 2013 pelo consórcio VLT Carioca para a cidade do Rio de Janeiro. A Alstom está fornecendo um sistema de VLT livre de catenárias, que inclui 32 Citadis além de abastecimento de energia, sinalização e sistemas de telecomunicações. A entrega dos VLTs deve ocorrer entre o início de 2015 e meados de 2016, a tempo para os Jogos Olímpicos. Para atender ao prazo contratual, a Alstom produzirá os primeiros Citadis na Europa e os demais em Taubaté.

“O VLT está ganhando importância como uma das soluções para os problemas de mobilidade urbana nas cidades do Brasil e da América Latina. É por isso que a Alstom decidiu investir em uma linha de VLTs em Taubaté, que atenderá aos projetos brasileiros, além de projetos exportados para a América Latina," afirmou Michel Boccaccio, Vice-Presidente Sênior da Alstom Transport na América Latina.

A Alstom já vendeu 1726 Citadis para 43 cidades ao redor do mundo. 1500 já estão em circulação e já transportaram mais de 6 bilhões de passageiros.

[1] O valor total do projeto é de €450 milhões; a participação da Alstom é de cerca de €230 milhões



Sobre a Alstom Transport
Promovendo a mobilidade sustentável, a Alstom Transporte desenvolve e comercializa a mais completa gama de sistemas, equipamentos e serviços do setor ferroviário. A Alstom Transporte administra sistemas inteiros de transporte, incluindo material rodante, sinalização e infraestrutura, além de oferecer soluções “turnkey”. A Alstom Transporte registrou vendas de 5,5 bilhões de euros no ano fiscal 2012-2013. Está presente em mais de 60 países e emprega 26.700 pessoas.


Contatos para a Imprensa

Linda Huguet (Alstom Transport HQ) – Tel + 33 1 57 06 10 42

[email protected]

Mariana Maciel (Alstom Brazil & Latin America) – Tel +5511 3612-7074

[email protected]





http://www.alstom.com/press-centre/...ma-nova-linha-de-producao-de-vlts-no-brasil-/
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
Alstom inaugura centro de tecnologia para projetos hidrelétricos em Taubaté
Multinacional investiu R$ 24 milhões para desenvolvimento de projetos.
Setor inicia atividades com 15 trabalhadores; universidades serão parceiras.

Do G1 Vale do Paraíba e Região

A francesa Alstom inaugurou nesta quinta-feira (22) o Centro Global de Tecnologia (CGT) na planta de Taubaté, no interior de São Paulo. O investimento foi de R$ 24 milhões e o setor será responsável por desenvolver soluções tecnológicas para projetos hidrelétricos no mundo todo.
O CGT inicia as atividades com 15 trabalhadores e, segundo a multinacional serão feitas parcerias com as universidades para o desenvolvimento de projetos.
No começo deste ano, a Alstom anunciou um outro investimento, de R$ 48 milhões na unidade do Vale do Paraíba para a construção da fábrica de montagem do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). A expectativa é que sejam contratados 100 novos funcionários.

Durante o evento, o presidente da Alstom no Brasil, Marcos Costa, foi questionado sobre as denúncias de pagamento de propina a funcionários públicos e políticos para obter vantagens em contratos com o poder público, como no caso do metrô de São Paulo.
Costa disse que não acredita que as investigações atrapalhem os planos de expansão da empresa. "As investigações estão sendo feitas e devem ser respeitadas. A empresa não pratica pagamentos de propina e isso não é tolerável", afirmou.
Um dos acusados de envolvimento no esquema é o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e ex-prefeito de São José dos Campos, Robson Marinho. Ele nega as acusações.
A Alstom fabrica turbinas e geradores em Taubaté e atualmente emprega diretamente cerca de 2 mil funcionários.

http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...a-para-projetos-hidreletricos-em-taubate.html
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
^^
Ouvir falar, que o VLT para o Rio de Janeiro. Vai ser produzido nessa fábrica de Taubaté.
Quem sabe os futuros VLT de Osasco(SP), Goiânia(GO), Brasília(DF), Recife(PE), Petrolina(PE), Maceió(AL), Uberlândia(MG), 2º e 3º fase do VLT da Baixada Santista(SP), Campo Grande(MS) e Taubaté(SP)(com grande chance) e para outras Cidades que se interessar pelo VLT. E também quem sabe os VLT em Estudos até em Países vizinhos(como Bogotá apesar de ter seus sistemas de BRTs, parece que o Governo de lá também estuda VLTs). Sejam produzidos nessa Fábrica em Taubaté(SP)? :).
Não está difícil não :). Porque com a produção local mais próxima, o custo da Logística fica mais barato e até ajuda a baratear os estudos dos VLTs nas Cidades. O que encareceu nos Projetos dos VLTs de Santos/São Vicente(SP), Cuiabá(MT) e fez até São José dos Campos(SP) desistir do VLT. É o custo desde da Mão de obra importada,distante, Logística e até impostos(sem falar das Taxas de Portos por onde embarcam os produtos) pela compra dos Bondes(VLT) importados. A compra de produto importado, sempre fica mais caro. Com fabricação nacional, a história vai ser outra pelo barateamento :).
 

·
Registered
Joined
·
15,176 Posts
paulo lima, tanto você como eu defendemos muito esse meio de transporte limpo, moderno, tecnológico e civilizado, além de torcermos para que implantem todos esses sistemas de VLTs nas cidades que você citou no seu post. Devemos lembrar que em Salvador e região pretendem também implantar um moderno VLT no Subúrbio Ferroviário até o pólo de Camaçari e, caso seja VLT elétrico e acredito que seja, a futura fábrica de Taubaté também poderia atender a essa demanda, torçamos para que isso aconteça para o progresso de nosso transporte no país!
 

·
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
Joined
·
1,941 Posts
É isso aí. Montadoras automobilísticas fechando e Alstom bombando nas cidades médias. Agora só faltam projetos e planos de mobilidade urbana.
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
paulo lima, tanto você como eu defendemos muito esse meio de transporte limpo, moderno, tecnológico e civilizado, além de torcermos para que implantem todos esses sistemas de VLTs nas cidades que você citou no seu post. Devemos lembrar que em Salvador e região pretendem também implantar um moderno VLT no Subúrbio Ferroviário até o pólo de Camaçari e, caso seja VLT elétrico e acredito que seja, a futura fábrica de Taubaté também poderia atender a essa demanda, torçamos para que isso aconteça para o progresso de nosso transporte no país!
Valeu por responder Celso Jorge, pelo que lembro, o senhor é um dos mais que me responde quando faço comentário, duvida e opinião. Te agradeço sempre :eek:kay:

Sobre o VLT de Salvador, nao me recordo bem, parece que nessa semana após inaugura-los o Metrô de Salvador(Aleluiaaa, desde 1999 cujas obras se arrastavam) , o Governo estava anunciando o VLT para alimentar o Metrô, esse VLT faria o papel da Linha 2 do Metrô. Segundo as informações que recebi.

Só que com essa proposta atual do VLT para Capital Baiana, me preocupa, porque pode ser mais um Projeto tipo "não grande coisa" do mesmo que foi feito em Recife, Maceió e Fortaleza. Onde só fizeram substituir os Trens já existentes, e colocando os VLTs no lugar fazendo o mesmo papel de Trem comum, não de Bonde Moderno nas Ruas como agente sonha.

E outra, se deixar o risco que o Governo só compre aqueles VLTs da Bom Sinal (movido a diesel) e só façam mesmo a simples renovação das frotas. E ainda as pessoas querem comparar como de fosse o "Sistema de VLT similar da Europa"??? Eu pessoalmente não concordo. Porque os VLTs Europeus(os mesmos que estão sendo implantados em Cuiabá(MT), Santos(SP) ,Sobral(CE) e em breve no Rio de Janeiro.), eles convivem junto com o transito e meio Urbanos das Cidades. Esses sim podemos chamar de "Bondes Modernos". No caso dos VLTs de Cariri(CE), Fortaleza(CE), Campinas(SP)(não deu certo e foi desativada em 1995), Maceió e Recife. Os Veículos que tem o mesmo nome de "VLT", por ser um trem leve, fazem o papel de trem suburbano comum, e não de "bonde moderno", por transitarem na linha férrea separada.

Expliquei tudo isso, porque suspeito que a proposta de Salvador pode ser o mesmo que já foi feito em Recife, Maceio, Cariri e Campinas. Porque para o governo como sempre é "mais barato", o quanto ser barato a implantação do BRT, de só reaproveitar a antiga linha férrea separada do transito, e não gastar um pouco mais ($$) para colocar trilhos no canteiro central das Avenidas, por exemplo :bash:
A não ser, e o que torcemos muito. O Governo possa ter uma proposta em estudo, para um possível VLT no Canteiro Central das Avenidas e transitar pelas Ruas de Salvador, similar aos VLTs de Santos(SP), Cuiabá(MT) e Sobral(CE) e os mesmos que se ver nas Ruas Europeias.

Obs: Nada contra o BRT e VLT substituindo os atuas trens suburbanos. Isso também ótimo. A minha dúvida é, se Salvador tem a proposta de implantar o VLT do tipo Bondinho Moderno?

Sobre a Fábrica de Taubaté, acredito que pode incentivar ainda mais, para que mais Cidades Brasileiras adotem o VLT, e não fiquem só pensando no BRT só porque é barato e rápido para implantar. Infelizmente, o que ocorre é muitos Prefeitos chegam até defender o VLT, e no final acabam preferindo o BRT, e depois nem querem mais saber de VLT. Sem falar dos interesses das Empresas de ônibus e Imobiliária , que sempre tentam barrar a ideia do VLT.

Com essa nova Indústria, acredito que os VLTs sejam fabricados para o Brasil. E que não seja só mais uma Fabrica que não produzirá nada para nosso Pais e só servirá para produzir e exportar. Pode até exportar sim para Países latinos, mais que também fabrique para mobilidade urbana de nossas Cidades Brasileiras. Ou seja, temos que tirar a mentalidade desses Políticos e algumas pessoas, que não é só o ônibus e BRT unica Solução para Mobilidade, o VLT também pode fazer um bom papel na Mobilidade e integrar com os ônibus e conviver com BRT.

Por isso, que estou muito na torcida dessa fábrica, para o incentivo de mais VLTs pelo Brasil, e não só BRT, BRT, BRS, BRS e ônibus atrás de ônibus para entupir os transitos.

Obs: Quem não devem estarem gostando nada disso, dessa Fábrica sendo instalada em Taubaté. É os Busólogos(Fãs de ônibus), as montadoras de carros,Industria de Motores como Volvo, Mercedes Bens, Scania ,Iveco e outras. E Carrocerias como Busscar, CAIO, Marcopolo, Neobus e outras.
Principalmente as Indústrias dos ônibus, que vão ficarem doidinhas quando entrar na concorrência de vendas para Mobilidade Urbana, as Indústrias dos VLTs. Porque a Industria Ferroviária de VLT, vai concorrer fortemente com a Indústria Automobilística dos BRTs.

Um abraço Celso Jorge :). Obrigado por responder
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
É isso aí. Montadoras automobilísticas fechando e Alstom bombando nas cidades médias. Agora só faltam projetos e planos de mobilidade urbana.
Se segurem Senhores defensores de BRT e ônibus, e Montadoras da Caio, Busscar, Marcopolo, Neobus e entre outras que fabricam BRTs que estão faturando com as vendas para Prefeituras em todo Brasil. Agora vão ficarem enlouquecidos, quando entrarem a nova concorrência de Fábricas dos VLTs. :colgate:

Agora é a vez da Industria do VLT entrar em ação,e superar as vendas de seus Produtos para Cidades Brasileiras, e não exclusivamente só exportar e nada para o Brasil (É o que esperam os defensores dos BRT, que essa Industria seja exclusiva só para exportar).

É a vez do VLT entrar na concorrência e vender muito, e incentivar ainda mais o uso do transporte ecologicamente correto, sustentável e combinando com meio urbano das Cidades. É nisso que esperamos :).
 

·
Registered
Joined
·
37 Posts
No projeto do VLT de Salvador, por uma noção básica de por onde vai passar mais ou menos, a expanção da linha pra região do comércio deve sim fazer com que o VLT conviva com o transito da região. Sem contar partes do projeto que ainda não se tem muita ideia, como onde vai ser feita a ligação com a linha 1 do metrô, por exemplo.
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
No projeto do VLT de Salvador, por uma noção básica de por onde vai passar mais ou menos, a expanção da linha pra região do comércio deve sim fazer com que o VLT conviva com o transito da região. Sem contar partes do projeto que ainda não se tem muita ideia, como onde vai ser feita a ligação com a linha 1 do metrô, por exemplo.
Ah sim. Eh, mais é um projeto que ainda deve estar em fase de discursão e ideias, agora o Projeto Básico e Executivo com certeza o Governo da Bahia ou a Prefeitura de Salvador ainda vai ter que licitar.

E outra,pelo que andei lendo. A atual proposta do VLT vai ser simples , só para substituir os Trens Suburbanos já existente, e continuará rodando na linha férrea comum. Agora para implantar algo similar como se ver nas Ruas Europeias(mesmo padrão Urbano que está sendo implantado em Santos(SP), Sobral(CE) e Cuiabá(MT)) to achando meio difícil o Governo pensar nesse então que seria o "Bonde Moderno" de Salvador, onde o VLT conviveria com as Avenidas e até a população apreciava com a volta dos Bondes, lógico que mais moderno e maior capacidade de transportar mais pessoas, do que o bonde antigo.

Vamos ver, se Salvador adote a mesma ideia de Santos(SP) e Cuiabá(MT). Se confinar e o Governo mostrar interesse até o final e não querer mudar para BRT só por ser barato a implantar(a longo prazo na operação fica mais caro, sem falar da poluição). Ficarei muito feliz por Salvador também, fico muito feliz quando vejo e mais Cidades Brasileiras pensar também num transporte ferroviário diferente, sustentável, maior convívio com as Ruas e sem falar da maior valorização para Cidade que o modal traz.

Abraços! :)
 

·
Mobilidade Urbana Moderna
Joined
·
3,880 Posts
Taubaté oferece vagas para curso gratuito de montagem de VLT

Ao todo, são 130 vagas gratuitas para curso ministrado pelo Senai.
Selecionados no curso podem ser convidados a trabalhar em multinacional.

Começam nesta quinta-feira (14) as inscrições para as 130 vagas para cursos de montagem de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Taubaté. O curso será ministrado pelo Senai e oferecido por uma empresa multinacional.
As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de agosto no Senai, que fica na Avenida Independência, n° 846. No dia 7 de setembro haverá uma prova com 60 perguntas de múltipla escolha e depois uma dinâmica de grupo com funcionários da Alstom. Os 130 melhores classificados poderão fazer o curso, que começa no dia 16 de setembro.
A Alstom, que atua na área de infraestrutura de energia e transporte, procura capacitar profissionais para trabalhar em uma nova unidade da empresa. Podem se inscrever pessoas com mais de 18 anos, com ensino médio completo ou em curso.

Oferecido em parceria com o Senai, o curso vai durar cerca de um mês, com quatro horas de aula por dia. Ao final dessa etapa da capacitação, a empresa irá abrir um processo seletivo e os aprovados podem ser convidados a trabalhar na nova unidade.

http://g1.globo.com/sp/vale-do-para...s-para-curso-gratuito-de-montagem-de-vlt.html
 
1 - 14 of 14 Posts
Top